Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Paulo Hartung defende que Petrobras reveja política de preços dos combustíveis

Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/06/2018 | 19:24


O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (MDB), defendeu nesta segunda-feira, 4, que a Petrobras reveja a sua política de preços e admita uma maior periodicidade dos reajustes dos combustíveis, mas sem que se perca de vista as flutuações do mercado internacional. Para o emedebista, os reajustes diários feitos atualmente ficam "pesados" para o consumidor final.

"Acho que pode trabalhar periodicidade da correção mas continuar balizada no mercado internacional", afirmou o emedebista ao Broadcast Político, sem avançar em como essa mudança poderia ser feita. "Os reajustes não precisam ser diários. O diário mistura preço do barril, a variação cambial, fica tudo muito pesado", avaliou o governador capixaba, que tem formação de economista e é reconhecido por ter perfil fiscalista.

Oficialmente, a posição do governo é que a política de reajustes da Petrobras está mantida. Para aplacar os protestos, a ideia é apresentar uma "política para o consumidor", que criaria uma espécie de seguro no qual o governo estima um valor médio para a cotação do barril de petróleo e ajusta a tributação de acordo com a variação. Apesar disso, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, admitiu ontem que a estatal pode rever a diretriz.

Hartung lamentou também a saída de Pedro Parente da direção da estatal e fez uma defesa do executivo. "Parente fez um movimento em defesa da empresa ao pedir demissão, porque facilitou a entrada de um bom quadro como seu substituto", disse, em referência a Ivan Monteiro. "O Ivan na presidência é a garantia de que não vão voltar com as maluquices para dentro da empresa".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Paulo Hartung defende que Petrobras reveja política de preços dos combustíveis


04/06/2018 | 19:24


O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (MDB), defendeu nesta segunda-feira, 4, que a Petrobras reveja a sua política de preços e admita uma maior periodicidade dos reajustes dos combustíveis, mas sem que se perca de vista as flutuações do mercado internacional. Para o emedebista, os reajustes diários feitos atualmente ficam "pesados" para o consumidor final.

"Acho que pode trabalhar periodicidade da correção mas continuar balizada no mercado internacional", afirmou o emedebista ao Broadcast Político, sem avançar em como essa mudança poderia ser feita. "Os reajustes não precisam ser diários. O diário mistura preço do barril, a variação cambial, fica tudo muito pesado", avaliou o governador capixaba, que tem formação de economista e é reconhecido por ter perfil fiscalista.

Oficialmente, a posição do governo é que a política de reajustes da Petrobras está mantida. Para aplacar os protestos, a ideia é apresentar uma "política para o consumidor", que criaria uma espécie de seguro no qual o governo estima um valor médio para a cotação do barril de petróleo e ajusta a tributação de acordo com a variação. Apesar disso, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, admitiu ontem que a estatal pode rever a diretriz.

Hartung lamentou também a saída de Pedro Parente da direção da estatal e fez uma defesa do executivo. "Parente fez um movimento em defesa da empresa ao pedir demissão, porque facilitou a entrada de um bom quadro como seu substituto", disse, em referência a Ivan Monteiro. "O Ivan na presidência é a garantia de que não vão voltar com as maluquices para dentro da empresa".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;