Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Mascar chiclete conserva memória de idosos, diz pesquisa


Do Diário do Grande ABC

09/03/2000 | 12:40


Uma boa dentiçao e uma caixa de chicletes podem contribuir para conservar a memória dos idosos e retardar a demência senil. Este é o resultado de pesquisas feitas por cientistas japoneses, publicado na revista britânica NewScientist em sua ediçao de sábado.

Estudos anteriores haviam sugerido uma possível relaçao entre a perda de memória e a diminuiçao da mastigaçao em idosos que perderam os dentes.

Minoru Onozuka, da Gifu University School of Medicine, quis investigar a hipótese e realizou experiências com cobaias que sofriam de envelhecimento acelerado por meio de manipulaçoes genéticas.

O cientista extraiu os molares de alguns dos roedores, que passaram a comer sem mastigar. Após a extraçao, as cobaias foram submetidas a exames de memória, num labirinto aquático. Os ratos jovens, com ou sem molares, aprenderam rapidamente a localizar a plataforma de refúgio. Os mais velhos que continuaram com todos os dentes também conseguiram localizá-la, embora mais lentamente.

Os ratos velhos que tiveram os dentes extraídos foram incapazes de encontrar a plataforma, indo na direçao errada, informou a revista. Ao examinar seu hipocampo, regiao do cérebro que desempenha um papel essencial no processo de aprendizagem, os cientistas comprovaram que as células gliais estavam muito mais deterioradas do que o normal.

Os resultados, também publicados na revista especializada Behavioural Brain Research, sugerem que, em idades avançadas, mascar é uma atividade essencial para preservar a capacidade de memorizaçao.

Minoru Onozuka recorreu às imagens por ressonância magnética para observar pessoas mascando chiclete e comprovou que, durante a mastigaçao, é registrado um aumento da atividade do hipocampo .

Os cientistas nao conseguem explicar, porém, como o ato de mascar estimula a memória. Joyce Wau, especialista em geriatria da universidade de Edimburgo, arrisca uma possível explicaçao: mascar melhora a memória porque reduz o estresse. O hipocampo participa do controle das taxas sangüíneas dos hormônios do estresse, disse Wau, em entrevista à NewScientist. Quando as pessoas de idade mastigam menos, seu estresse pode aumentar, dificultando a lembrança de acontecimentos recentes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mascar chiclete conserva memória de idosos, diz pesquisa

Do Diário do Grande ABC

09/03/2000 | 12:40


Uma boa dentiçao e uma caixa de chicletes podem contribuir para conservar a memória dos idosos e retardar a demência senil. Este é o resultado de pesquisas feitas por cientistas japoneses, publicado na revista britânica NewScientist em sua ediçao de sábado.

Estudos anteriores haviam sugerido uma possível relaçao entre a perda de memória e a diminuiçao da mastigaçao em idosos que perderam os dentes.

Minoru Onozuka, da Gifu University School of Medicine, quis investigar a hipótese e realizou experiências com cobaias que sofriam de envelhecimento acelerado por meio de manipulaçoes genéticas.

O cientista extraiu os molares de alguns dos roedores, que passaram a comer sem mastigar. Após a extraçao, as cobaias foram submetidas a exames de memória, num labirinto aquático. Os ratos jovens, com ou sem molares, aprenderam rapidamente a localizar a plataforma de refúgio. Os mais velhos que continuaram com todos os dentes também conseguiram localizá-la, embora mais lentamente.

Os ratos velhos que tiveram os dentes extraídos foram incapazes de encontrar a plataforma, indo na direçao errada, informou a revista. Ao examinar seu hipocampo, regiao do cérebro que desempenha um papel essencial no processo de aprendizagem, os cientistas comprovaram que as células gliais estavam muito mais deterioradas do que o normal.

Os resultados, também publicados na revista especializada Behavioural Brain Research, sugerem que, em idades avançadas, mascar é uma atividade essencial para preservar a capacidade de memorizaçao.

Minoru Onozuka recorreu às imagens por ressonância magnética para observar pessoas mascando chiclete e comprovou que, durante a mastigaçao, é registrado um aumento da atividade do hipocampo .

Os cientistas nao conseguem explicar, porém, como o ato de mascar estimula a memória. Joyce Wau, especialista em geriatria da universidade de Edimburgo, arrisca uma possível explicaçao: mascar melhora a memória porque reduz o estresse. O hipocampo participa do controle das taxas sangüíneas dos hormônios do estresse, disse Wau, em entrevista à NewScientist. Quando as pessoas de idade mastigam menos, seu estresse pode aumentar, dificultando a lembrança de acontecimentos recentes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;