Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vicentinho deve retirar sua pré-candidatura na segunda

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Deputado reforça desejo de não disputar prévia no PT; Maninho e Zé Antônio seguem no páreo


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

13/02/2016 | 07:00


O iminente processo de prévia no PT de Diadema deve oficializar a desistência do deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho, ao posto de representante do partido na corrida pelo Paço em outubro.

A saída formal do parlamentar federal deverá ocorrer na segunda-feira, a partir das 19h, durante reunião da legenda, comandada pela executiva do partido, liderada pelos ex-prefeitos José de Filippi Júnior e Mário Reali. Os outros pré-postulantes à candidatura de prefeito, os vereadores Manoel Eduardo Marinho, o Maninho, e José Antônio da Silva, que também participarão do encontro, seguem irredutíveis no posicionamento de liderar chapa.

“Existe o indicativo de prévia e isso vai contra o que defendi na minha volta à cidade. Preciso manter minha coerência. Então, se a reunião de segunda-feira determinar pela concorrência interna, vou dialogar com o coletivo que me apoia pela saída do meu nome”, argumentou.

Vicentinho conta com apoio de ala sindical do PT diademense e também da Articulação de Esquerda, mas é criticado por ter ficado duas décadas como militante do PT em São Bernardo (foi candidato duas vezes e perdeu as duas, em 2000 e 2004). Seu retorno ao petismo de Diadema foi oficializado em 1º de outubro do ano passado, em episódio envolto de contestação. A bancada de vereadores foi contra o regresso de Vicentinho.

Único consenso dentro do petismo local é Filippi, que tem refutado encabeçar candidatura, alegando prioridades pessoais.

O parlamentar federal contou que sua decisão vem sendo debatida com o seu grupo de apoio, detalhando que o futuro em torno do processo interno é incerto. “Tudo que será determinado ocorrerá por meio de muito diálogo. Tinha expectativa de que não ocorresse prévia. Mas com essa possibilidade, temos quatro caminhos a seguir. Apoiar o Maninho ou o Zé Antônio; estabelecer neutralidade ou se manifestar contra o processo”, acrescentou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vicentinho deve retirar sua pré-candidatura na segunda

Deputado reforça desejo de não disputar prévia no PT; Maninho e Zé Antônio seguem no páreo

Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

13/02/2016 | 07:00


O iminente processo de prévia no PT de Diadema deve oficializar a desistência do deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho, ao posto de representante do partido na corrida pelo Paço em outubro.

A saída formal do parlamentar federal deverá ocorrer na segunda-feira, a partir das 19h, durante reunião da legenda, comandada pela executiva do partido, liderada pelos ex-prefeitos José de Filippi Júnior e Mário Reali. Os outros pré-postulantes à candidatura de prefeito, os vereadores Manoel Eduardo Marinho, o Maninho, e José Antônio da Silva, que também participarão do encontro, seguem irredutíveis no posicionamento de liderar chapa.

“Existe o indicativo de prévia e isso vai contra o que defendi na minha volta à cidade. Preciso manter minha coerência. Então, se a reunião de segunda-feira determinar pela concorrência interna, vou dialogar com o coletivo que me apoia pela saída do meu nome”, argumentou.

Vicentinho conta com apoio de ala sindical do PT diademense e também da Articulação de Esquerda, mas é criticado por ter ficado duas décadas como militante do PT em São Bernardo (foi candidato duas vezes e perdeu as duas, em 2000 e 2004). Seu retorno ao petismo de Diadema foi oficializado em 1º de outubro do ano passado, em episódio envolto de contestação. A bancada de vereadores foi contra o regresso de Vicentinho.

Único consenso dentro do petismo local é Filippi, que tem refutado encabeçar candidatura, alegando prioridades pessoais.

O parlamentar federal contou que sua decisão vem sendo debatida com o seu grupo de apoio, detalhando que o futuro em torno do processo interno é incerto. “Tudo que será determinado ocorrerá por meio de muito diálogo. Tinha expectativa de que não ocorresse prévia. Mas com essa possibilidade, temos quatro caminhos a seguir. Apoiar o Maninho ou o Zé Antônio; estabelecer neutralidade ou se manifestar contra o processo”, acrescentou. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;