Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Iêmen: negociações com ONU são adiadas indefinidamente

SHOHDI ALSOFI/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Decisão foi tomada após aviões liderados pela
Arábia Saudita fizeram ataques na capital do país



25/05/2015 | 05:29


Autoridades do Iêmen adiaram indefinidamente a conferência de paz negociada pela Organização das Nações Unidas (ONU), que deveria acontecer no final deste mês.

Segundo três políticos iemenitas, as reuniões que aconteceriam em Genebra foram adiadas depois que aviões da coalizão militar liderada pela Arábia Saudita fizeram ataques na capital e em outros locais do país este fim de semana.

Os rebeldes do grupo Houthis, que depuseram o presidente no início do ano, dizem estar dispostos a participar das negociações mediadas pela ONU. No entanto, o presidente deposto, Abed Rabbo Mansour Hadi, exigiu que os houthis se retirassem das cidades ocupadas antes que as negociações começassem.

A ONU estima que ao menos 1.037 civis, incluindo 130 mulheres e 234 crianças foram mortas entre 26 de março, quando a Arábia Saudita iniciou a campanha militar no Iêmen. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Iêmen: negociações com ONU são adiadas indefinidamente

Decisão foi tomada após aviões liderados pela
Arábia Saudita fizeram ataques na capital do país


25/05/2015 | 05:29


Autoridades do Iêmen adiaram indefinidamente a conferência de paz negociada pela Organização das Nações Unidas (ONU), que deveria acontecer no final deste mês.

Segundo três políticos iemenitas, as reuniões que aconteceriam em Genebra foram adiadas depois que aviões da coalizão militar liderada pela Arábia Saudita fizeram ataques na capital e em outros locais do país este fim de semana.

Os rebeldes do grupo Houthis, que depuseram o presidente no início do ano, dizem estar dispostos a participar das negociações mediadas pela ONU. No entanto, o presidente deposto, Abed Rabbo Mansour Hadi, exigiu que os houthis se retirassem das cidades ocupadas antes que as negociações começassem.

A ONU estima que ao menos 1.037 civis, incluindo 130 mulheres e 234 crianças foram mortas entre 26 de março, quando a Arábia Saudita iniciou a campanha militar no Iêmen. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;