Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

1º acusado com base em lei de segurança nacional em HK é declarado culpado

Flickr Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


27/07/2021 | 09:10


A primeira pessoa acusada de acordo com uma lei de segurança nacional imposta pela China em Hong Kong (HK) foi considerada culpada de incitar a secessão e o terrorismo, um tribunal decidiu nesta terça-feira, 27, em um veredicto que reafirma novos limites para a expressão na cidade e pode abrir um precedente para futuros julgamentos sob a lei .

Tong Ying-kit, de 24 anos, se declarou inocente das acusações. Tong foi filmado dirigindo uma motocicleta que colidiu com policiais durante protestos de rua em 1º de julho do ano passado - o aniversário da transferência de Hong Kong do domínio britânico para o governo chinês em 1997 - um dia após a lei de segurança nacional ser revelada.

Tong carregava uma bandeira com o popular slogan de protesto "Liberte Hong Kong, Revolução de Nossos Tempos". Após o incidente, o governo de Hong Kong disse que o slogan carrega conotações de independência de Hong Kong e subverte o poder do Estado.

A lei de segurança nacional, imposta por Pequim em 30 de junho do ano passado, dá a Pequim e à polícia local amplos poderes cobrindo quatro novas categorias de crimes: secessão, subversão, terrorismo e conluio com forças estrangeiras para colocar em risco a segurança nacional.

Críticos disseram que as novas práticas sob a lei de segurança nacional divergem do sistema de direito consuetudinário de Hong Kong, segundo o qual o direito a júri e fiança é uma característica importante. Fonte: Dow Jones Newswires.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;