Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Casamento lota ginásio de esportes em S.Bernardo


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

17/10/2005 | 07:51


Cerca de 7,5 mil pessoas assistiram na manhã deste domingo a cerimônia do casamento comunitário que uniu 1.271 casais no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo. O governador Geraldo Alckmin esteve presente na festa, organizada pela Secretaria Estadual de Educação. Pré-candidato a presidente da República, ele desconversou ao ser perguntado se fazia campanha no ginásio lotado. "Venho ao ABC a cada 15 dias", justificou Alckmin.

O governador e sua mulher, Lu Alckmin, foram padrinhos do casal de noivos mais idoso da celebração, a auxiliar aposentada Erundina Beatriz Nunes, 57 anos, e o lavrador Luiz Novack, 68. Moradores do bairro Tatetos, no Riacho Grande, Erundina e Luiz estão juntos há 35 anos e esperavam uma oportunidade para formalizar a união.

Com o casamento gratuito proporcionado pelo governo do Estado, o casal do Tatetos pôde enfim acertar a situação civil. Para eles, foi uma honra ter o governador como padrinho. "Nosso povo lá do bairro não vai nem acreditar", comentou o lavrador Luiz. Os recém-casados disseram o que esperam do padrinho. "Se ele (o governador) se interessar, seria bom que fosse visitar nosso bairro."

Alckmin afirmou que, na condição de padrinho, pode oferecer o exemplo de estar casado há 26 anos. "O casamento é um rito importante para a estrutura da sociedade. Se pudesse, me casaria novamente com a mesma mulher."

O casal mais novo que participou da cerimônia é formado por Elizângela Coelho Viana, 17 anos, e Alexandre Willian da Costa Castro, 22. Eles e outros pares tiveram como testemunha o secretário estadual de Educação, Gabriel Chalita.

Escreventes de cartório que acompanhavam o evento informaram que um casamento custa em média R$ 220. Mas eles asseguram que, com comprovação e declaração do cartório, pessoas sem condições de arcar com esse gasto podem casar gratuitamente. Mais de 40 juízes realizaram o casamento comunitário. O prefeito de São Bernardo, Willian Dib, também participou da cerimônia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casamento lota ginásio de esportes em S.Bernardo

Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

17/10/2005 | 07:51


Cerca de 7,5 mil pessoas assistiram na manhã deste domingo a cerimônia do casamento comunitário que uniu 1.271 casais no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo. O governador Geraldo Alckmin esteve presente na festa, organizada pela Secretaria Estadual de Educação. Pré-candidato a presidente da República, ele desconversou ao ser perguntado se fazia campanha no ginásio lotado. "Venho ao ABC a cada 15 dias", justificou Alckmin.

O governador e sua mulher, Lu Alckmin, foram padrinhos do casal de noivos mais idoso da celebração, a auxiliar aposentada Erundina Beatriz Nunes, 57 anos, e o lavrador Luiz Novack, 68. Moradores do bairro Tatetos, no Riacho Grande, Erundina e Luiz estão juntos há 35 anos e esperavam uma oportunidade para formalizar a união.

Com o casamento gratuito proporcionado pelo governo do Estado, o casal do Tatetos pôde enfim acertar a situação civil. Para eles, foi uma honra ter o governador como padrinho. "Nosso povo lá do bairro não vai nem acreditar", comentou o lavrador Luiz. Os recém-casados disseram o que esperam do padrinho. "Se ele (o governador) se interessar, seria bom que fosse visitar nosso bairro."

Alckmin afirmou que, na condição de padrinho, pode oferecer o exemplo de estar casado há 26 anos. "O casamento é um rito importante para a estrutura da sociedade. Se pudesse, me casaria novamente com a mesma mulher."

O casal mais novo que participou da cerimônia é formado por Elizângela Coelho Viana, 17 anos, e Alexandre Willian da Costa Castro, 22. Eles e outros pares tiveram como testemunha o secretário estadual de Educação, Gabriel Chalita.

Escreventes de cartório que acompanhavam o evento informaram que um casamento custa em média R$ 220. Mas eles asseguram que, com comprovação e declaração do cartório, pessoas sem condições de arcar com esse gasto podem casar gratuitamente. Mais de 40 juízes realizaram o casamento comunitário. O prefeito de São Bernardo, Willian Dib, também participou da cerimônia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;