Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sedes de partido de extrema-direita na Turquia são alvos de bomba


Da AFP

17/04/2005 | 11:31


Duas bombas de baixa potência foram detonadas na noite de sábado na frente de dois escritórios do Partido de Ação Nacionalista (MHP, de extrema-direita) nas cidades turcas de Sakarya e Istambul, ferindo uma pessoa.

De acordo com agência de notícias turca Anatolia, a primeira bomba explodiu em Sakarya, causando pequenos danos materiais, e a segunda foi detonada em Istambul, ferindo levemente uma pessoa.

Este tipo de ação tem se multiplicado entre os militantes da extrema-direita e simpatizantes da extrema-esquerda ou de movimentos curdos desde março passado na Turquia, quando um grupo de jovens curdos foi reprimido ao tentar queimar a bandeira turca em Mersin.

O fato provocou uma onda de indignação em todo o país e as manifestações em homenagem à bandeira turca se multiplicaram em várias cidades.

Na segunda-feira passada, cerca de 200 personalidades do setor intelectual turco publicaram uma carta aberta na qual expressaram a preocupação pelo aumento do nacionalismo na Turquia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sedes de partido de extrema-direita na Turquia são alvos de bomba

Da AFP

17/04/2005 | 11:31


Duas bombas de baixa potência foram detonadas na noite de sábado na frente de dois escritórios do Partido de Ação Nacionalista (MHP, de extrema-direita) nas cidades turcas de Sakarya e Istambul, ferindo uma pessoa.

De acordo com agência de notícias turca Anatolia, a primeira bomba explodiu em Sakarya, causando pequenos danos materiais, e a segunda foi detonada em Istambul, ferindo levemente uma pessoa.

Este tipo de ação tem se multiplicado entre os militantes da extrema-direita e simpatizantes da extrema-esquerda ou de movimentos curdos desde março passado na Turquia, quando um grupo de jovens curdos foi reprimido ao tentar queimar a bandeira turca em Mersin.

O fato provocou uma onda de indignação em todo o país e as manifestações em homenagem à bandeira turca se multiplicaram em várias cidades.

Na segunda-feira passada, cerca de 200 personalidades do setor intelectual turco publicaram uma carta aberta na qual expressaram a preocupação pelo aumento do nacionalismo na Turquia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;