Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Orlando Morando faz vistoria na barragem Rio das Pedras

Bia Moço/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

De acordo com a equipe da Defesa Civil de São Bernardo não há sinais aparentes de risco para rompimento


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

30/01/2019 | 15:44


O Prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), acompanhado pelo chefe do Executivo de Cubatão, Ademário Oliveira (PSDB), além de engenheiros e técnicos da Defesa Civil, vistoriaram na tarde desta quarta-feira (30) a barragem Rio das Pedras, localizada na divisa dos dois municípios.

Construída na década de 1920, quando nasceu a Represa Billings, a barragem tem 120 mil m². De acordo com a equipe da Defesa Civil de São Bernardo não há sinais aparentes de risco para rompimento.

O prefeito de Cubatão destacou que no ano de 1980, estudo realizado pela Emae (Empresa Metropolitana de Águas e Energia ) apontou que, caso houvesse desmoronamento da barragem, a cidade ficaria debaixo de água. “Naquela época diziam que o vazamento chegaria até o Gonzaga, em Santos. Ou seja, seria uma catástrofe devastadora. Acabaria com Cubatão e parte de Santos.”

Orlando Morando ressalta que a população, entretanto, pode ficar tranquila. “Estamos fazendo essa vistoria justamente para prevenir acidentes. O pessoal da Defesa Civil não é técnico em barragem, mas eles estão aptos a encontrar possíveis irregularidades, o que não tem.”

Para cidade de São Bernardo, demais municípios da região e Capital, o principal problema com desmoronamento da barragem seria o desabastecimento de água. “Confesso que viemos aqui por conta do acidente em Brumadinho. Infelizmente um desastre nos faz repensar. Melhor vir agora prevenir, do que depois de um acidente lamentar,”, disse Morando.

O prefeito destacou ainda que a preocupação surgiu por meio da sua mulher, a deputada estadual eleita Carla Morando (PSDB). “A Carla levantou essa preocupação. Temos cinco barragens na Billings, mas somente essa é divisa e representaria possível risco. Portanto tomamos as providências necessárias.”

No ano passado a Defesa Civil esteve no local, a pedidos da Emae, para retirada de vegetação que poderia, eventualmente, comprometer o escoamento de água. As duas cidades, em conjunto, devem enviar relatório para Emae e solitar que semestralmente sejam informadas sobre a situação da barragem, já que a Emae é a responsável e realiza as vistorias técnicas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Orlando Morando faz vistoria na barragem Rio das Pedras

De acordo com a equipe da Defesa Civil de São Bernardo não há sinais aparentes de risco para rompimento

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

30/01/2019 | 15:44


O Prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), acompanhado pelo chefe do Executivo de Cubatão, Ademário Oliveira (PSDB), além de engenheiros e técnicos da Defesa Civil, vistoriaram na tarde desta quarta-feira (30) a barragem Rio das Pedras, localizada na divisa dos dois municípios.

Construída na década de 1920, quando nasceu a Represa Billings, a barragem tem 120 mil m². De acordo com a equipe da Defesa Civil de São Bernardo não há sinais aparentes de risco para rompimento.

O prefeito de Cubatão destacou que no ano de 1980, estudo realizado pela Emae (Empresa Metropolitana de Águas e Energia ) apontou que, caso houvesse desmoronamento da barragem, a cidade ficaria debaixo de água. “Naquela época diziam que o vazamento chegaria até o Gonzaga, em Santos. Ou seja, seria uma catástrofe devastadora. Acabaria com Cubatão e parte de Santos.”

Orlando Morando ressalta que a população, entretanto, pode ficar tranquila. “Estamos fazendo essa vistoria justamente para prevenir acidentes. O pessoal da Defesa Civil não é técnico em barragem, mas eles estão aptos a encontrar possíveis irregularidades, o que não tem.”

Para cidade de São Bernardo, demais municípios da região e Capital, o principal problema com desmoronamento da barragem seria o desabastecimento de água. “Confesso que viemos aqui por conta do acidente em Brumadinho. Infelizmente um desastre nos faz repensar. Melhor vir agora prevenir, do que depois de um acidente lamentar,”, disse Morando.

O prefeito destacou ainda que a preocupação surgiu por meio da sua mulher, a deputada estadual eleita Carla Morando (PSDB). “A Carla levantou essa preocupação. Temos cinco barragens na Billings, mas somente essa é divisa e representaria possível risco. Portanto tomamos as providências necessárias.”

No ano passado a Defesa Civil esteve no local, a pedidos da Emae, para retirada de vegetação que poderia, eventualmente, comprometer o escoamento de água. As duas cidades, em conjunto, devem enviar relatório para Emae e solitar que semestralmente sejam informadas sobre a situação da barragem, já que a Emae é a responsável e realiza as vistorias técnicas. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;