Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras descarta controlar vida de atletas


Das Agências

23/11/2009 | 07:00


Mesmo com as críticas e cobranças de conselheiros e torcedores, que alegam exagero de alguns jogadores nas saídas noturnas, o que teria causado a queda de rendimento do time no Campeonato Brasileiro, a diretoria palmeirense descarta vigiar os atletas fora dos campos.

 "O que acontece na vida privada, eu não me envolvo. Acho que algumas notícias saem de fontes que não devem ser levadas em conta", afirmou o gerente de futebol Toninho Cecílio.

No desembarque em São Paulo, após a derrota para o Grêmio, na quarta-feira,os palmeirenses estavam revoltados principalmente com o atacante Vágner Love.

Prometeram, inclusive, divulgar na internet fotos do atleta em baladas. Na visão de Toninho Cecílio, a diretoria considera que várias causas são responsáveis pelo insucesso do time no momento de decisão do Brasileiro.

Apesar do clima turbulento, o clube evita discutir os problemas via imprensa. "Não é algo isolado que nos fez cair. Agora, o diagnóstico fica resguardado às nossas reuniões e convicções. A gente sabe o que poderia ter feito melhor", disse Cecílio.

Reação - Cecílio promete equipe diferente na partida contra o Atlético-MG, no domingo, no Palestra Itália. A diretoria se reuniu com a comissão técnica na sexta-feira para discutir a situação do time.

 "Foi um encontro em que imperou o clima de preocupação e colaboração de todos. Quero deixar o compromisso de que haverá reação", afirmou o dirigente, que citou os responsáveis pelo comprometimento de apresentar novo Palmeiras nas duas rodadas que restam do Brasileiro.

"A responsabilidade é minha, de toda a comissão técnica e dos jogadores. Quero tirar a responsabilidade do (Gilberto) Cipullo (vice de futebol) e do (presidente Luiz Gonzaga) Belluzzo. A reação deve vir, não importa com que medidas", sentenciou.

O dirigente reiterou que o compromisso com o técnico Muricy Ramalho será cumprido. O contrato do treinador é válido até o fim de 2010, mas, desde os últimos tropeços, o tricampeão brasileiro vem sofrendo críticas de torcedores. "Não há dúvida de que o Muricy vai ficar."



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;