Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

MPF de Brasília move ação contra João Paulo Cunha e Marcos Valério



05/09/2007 | 10:03


O MPF (Ministério Público Federal) no Distrito Federal entrou com ação judicial contra o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), pela acusação de improbidade administrativa em 2003, quando foi presidente da Câmara, e contra sua secretária parlamentar Silvana Paz.

Na ação estão também o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza e dirigentes do Banco Rural. Eles são acusados de oferecer vantagens a Cunha e Silvana Paz para que a empresa de publicidade SMPB fosse beneficiada em uma licitação na Câmara.

Denunciados – Na ação, protocolada na 9ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, o MPF denuncia também três sócios de Valério – Ramon Hollerbach Cardoso, Cristano de Mello Paz e Rogério Lanza Tolentino –, duas funcionárias da SMPB – Simone Reis Lobo de Vasconcelos e Geiza Dias dos Santos – e os dirigentes do Banco Rural Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Vinícius Samarane e Ayanna Tenório Tôrres de Jesus.

João Paulo Cunha já é réu no caso do Mensalão, em processo no Supremo Tribunal Federal, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato. Todos os outros, à exceção de Silvana Paz, também já constavam da denúncia contra os 40 suspeitos de participar do esquema do Mensalão, aceita pelo STF.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

MPF de Brasília move ação contra João Paulo Cunha e Marcos Valério


05/09/2007 | 10:03


O MPF (Ministério Público Federal) no Distrito Federal entrou com ação judicial contra o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), pela acusação de improbidade administrativa em 2003, quando foi presidente da Câmara, e contra sua secretária parlamentar Silvana Paz.

Na ação estão também o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza e dirigentes do Banco Rural. Eles são acusados de oferecer vantagens a Cunha e Silvana Paz para que a empresa de publicidade SMPB fosse beneficiada em uma licitação na Câmara.

Denunciados – Na ação, protocolada na 9ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, o MPF denuncia também três sócios de Valério – Ramon Hollerbach Cardoso, Cristano de Mello Paz e Rogério Lanza Tolentino –, duas funcionárias da SMPB – Simone Reis Lobo de Vasconcelos e Geiza Dias dos Santos – e os dirigentes do Banco Rural Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Vinícius Samarane e Ayanna Tenório Tôrres de Jesus.

João Paulo Cunha já é réu no caso do Mensalão, em processo no Supremo Tribunal Federal, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato. Todos os outros, à exceção de Silvana Paz, também já constavam da denúncia contra os 40 suspeitos de participar do esquema do Mensalão, aceita pelo STF.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;