Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mauaense se nacionaliza no Paulista

Com reforços de vários Estados, equipe recebe o São Vicente, em casa, pela Segundona


Thiago Postigo Silva
Do Diário do Grande ABC

02/06/2012 | 07:00


Há três anos atuando com diversos jogadores das categorias de base do parceiro São Bernardo FC - que na maioria são atletas oriundos do Grande ABC -, o Grêmio Mauaense teve injeção dos mais diversos sotaques para compor o elenco para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista.

São dez reforços do Interior de São Paulo, Ceará, Piauí, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul, entre outros, que estarão mais uma vez em campo, hoje (10h), contra o São Vicente, no Estádio Pedro Benedetti, em Mauá, pela quinta rodada do Grupo 7.

Eles foram contratados para suprir as ausências de 12 atletas que deixaram a Locomotiva para defender o Tigre na excursão à Itália.

Apesar de vestirem a camisa do time de Mauá e terem como primeiro objetivo conquistar o acesso, os jovens entre 19 e 22 anos deixam claro que o sonho maior é integrar o elenco do São Bernardo em 2013, quando a equipe disputa a Série A-1 do Paulista.

"Vamos fazer nosso trabalho aqui para ajudar o Mauaense, mas claro que quero, assim como o restante do time, ir para o São Bernardo e participar da principal divisão do Campeonato Paulista. Este é nosso principal intuito", destacou o atacante Felipe Daniel, de Bauru.

A possível chance de disputar a Série A-1 do Estadual foi o que seduziu o -meia Jorter, da cidade gaúcha Sapucaia do Sul.

O atleta ficou por seis anos nas categorias de base do Grêmio e já defendeu o time B do Internacional no Campeonato Gaúcho. "A competição traz bastante visibilidade, porém, temos de fazer grande trabalho aqui primeiramente e depois pensar lá na frente", justificou.

Para o técnico Souza, os jogadores têm potencial para defender o São Bernardo no próximo ano. "A diretoria não contratou quaisquer atletas. Eles são altamente capacitados, bons jogadores que podem ajudar o Grêmio Mauaense e também o São Bernardo", elogiou o comandante mauaense.

Enquanto não defendem o Tigre, eles se divertem com as piadas. "O pessoal do Nordeste brinca com a gente e nós com eles. Mas tudo em grande harmonia", destacou o zagueiro Renan Martins, de Maringá (PR).

Para o lateral-direito Thiaguinho, de Barrinha (interior de São Paulo), o bom de trabalhar com atletas de outras regiões é compreender a realidade de cada um.

"Entendemos melhor a cultura dos nossos companheiros e como são outras regiões do País. Isso é bacana", destacou o atleta.

Eles também garantiram que, apesar do pouco tempo junto o entrosamento evolui rapidamente. "Estamos nos entendendo bem, em clima muito tranquilo", frisou o zagueiro cearense Igor. "Já nos conhecemos. Agora é continuar trabalhando forte para fazer boa campanha", emendou o volante Jader, de Floriano (PI).


Locomotiva tem apenas uma alteração

Motivado com a vitória (3 a 0) do Mauaense sobre a Portuguesa Santista, fora de casa, pela quarta rodada, o técnico Souza vai escalar praticamente a mesma equipe contra o São Vicente. A exceção fica por conta da saída de Judson, que retorna ao São Bernardo e dará vaga para William Alves.

Mesmo com a boa fase do grupo, que ocupa a vice-liderança do Grupo 7, com sete pontos, Souza pede cautela para o duelo de hoje.

"Não tem facilidade na Segunda Divisão. Todos os confrontos são complexos. Não adianta falar que um time é mais fraco que outro, mas espero que o nosso time produza o mesmo que fez no sábado passado", pediu.

Do outro lado, o São Vicente - quarto colocado com seis pontos - busca recuperação após derrota (2 a 0) para o Guarujá, em casa. Segundo o técnico Cristiano Troisi, a vitória é essencial para o time se manter forte na briga pela classificação.

"A competição está muito equilibrada. O EC São Bernardo e a Portuguesa Santista (penúltimo e lanterna da chave) podem encostar, se perdemos", justificou o treinador, que terá os retornos do atacante Wagner e do zagueiro Natan.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mauaense se nacionaliza no Paulista

Com reforços de vários Estados, equipe recebe o São Vicente, em casa, pela Segundona

Thiago Postigo Silva
Do Diário do Grande ABC

02/06/2012 | 07:00


Há três anos atuando com diversos jogadores das categorias de base do parceiro São Bernardo FC - que na maioria são atletas oriundos do Grande ABC -, o Grêmio Mauaense teve injeção dos mais diversos sotaques para compor o elenco para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista.

São dez reforços do Interior de São Paulo, Ceará, Piauí, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul, entre outros, que estarão mais uma vez em campo, hoje (10h), contra o São Vicente, no Estádio Pedro Benedetti, em Mauá, pela quinta rodada do Grupo 7.

Eles foram contratados para suprir as ausências de 12 atletas que deixaram a Locomotiva para defender o Tigre na excursão à Itália.

Apesar de vestirem a camisa do time de Mauá e terem como primeiro objetivo conquistar o acesso, os jovens entre 19 e 22 anos deixam claro que o sonho maior é integrar o elenco do São Bernardo em 2013, quando a equipe disputa a Série A-1 do Paulista.

"Vamos fazer nosso trabalho aqui para ajudar o Mauaense, mas claro que quero, assim como o restante do time, ir para o São Bernardo e participar da principal divisão do Campeonato Paulista. Este é nosso principal intuito", destacou o atacante Felipe Daniel, de Bauru.

A possível chance de disputar a Série A-1 do Estadual foi o que seduziu o -meia Jorter, da cidade gaúcha Sapucaia do Sul.

O atleta ficou por seis anos nas categorias de base do Grêmio e já defendeu o time B do Internacional no Campeonato Gaúcho. "A competição traz bastante visibilidade, porém, temos de fazer grande trabalho aqui primeiramente e depois pensar lá na frente", justificou.

Para o técnico Souza, os jogadores têm potencial para defender o São Bernardo no próximo ano. "A diretoria não contratou quaisquer atletas. Eles são altamente capacitados, bons jogadores que podem ajudar o Grêmio Mauaense e também o São Bernardo", elogiou o comandante mauaense.

Enquanto não defendem o Tigre, eles se divertem com as piadas. "O pessoal do Nordeste brinca com a gente e nós com eles. Mas tudo em grande harmonia", destacou o zagueiro Renan Martins, de Maringá (PR).

Para o lateral-direito Thiaguinho, de Barrinha (interior de São Paulo), o bom de trabalhar com atletas de outras regiões é compreender a realidade de cada um.

"Entendemos melhor a cultura dos nossos companheiros e como são outras regiões do País. Isso é bacana", destacou o atleta.

Eles também garantiram que, apesar do pouco tempo junto o entrosamento evolui rapidamente. "Estamos nos entendendo bem, em clima muito tranquilo", frisou o zagueiro cearense Igor. "Já nos conhecemos. Agora é continuar trabalhando forte para fazer boa campanha", emendou o volante Jader, de Floriano (PI).


Locomotiva tem apenas uma alteração

Motivado com a vitória (3 a 0) do Mauaense sobre a Portuguesa Santista, fora de casa, pela quarta rodada, o técnico Souza vai escalar praticamente a mesma equipe contra o São Vicente. A exceção fica por conta da saída de Judson, que retorna ao São Bernardo e dará vaga para William Alves.

Mesmo com a boa fase do grupo, que ocupa a vice-liderança do Grupo 7, com sete pontos, Souza pede cautela para o duelo de hoje.

"Não tem facilidade na Segunda Divisão. Todos os confrontos são complexos. Não adianta falar que um time é mais fraco que outro, mas espero que o nosso time produza o mesmo que fez no sábado passado", pediu.

Do outro lado, o São Vicente - quarto colocado com seis pontos - busca recuperação após derrota (2 a 0) para o Guarujá, em casa. Segundo o técnico Cristiano Troisi, a vitória é essencial para o time se manter forte na briga pela classificação.

"A competição está muito equilibrada. O EC São Bernardo e a Portuguesa Santista (penúltimo e lanterna da chave) podem encostar, se perdemos", justificou o treinador, que terá os retornos do atacante Wagner e do zagueiro Natan.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;