Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Padaria irregular no Jd.Oratório é interditada pela Vigilância Sanitária

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Local, que mantinha produtos vencidos, funciona há quatro anos


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

23/06/2017 | 07:00


Após atuação em flagrante de proprietário de comércio irregular no Jardim Oratório, em Mauá, o local foi interditado ontem pela Vigilância Sanitária. Localizado na esquina entre as ruas Rio de Janeiro e Maceió, a padaria e mercearia funcionava no bairro há pelo menos quatro anos.
Conforme informações da Prefeitura, os técnicos da Coordenadoria de Proteção da Saúde e Vigilâncias de Mauá realizaram inspeção na padaria em questão na manhã de ontem. “O estabelecimento foi interditado cautelarmente, até que se efetuem as adequações internas e regularize a documentação que foi solicitada”, informou, em nota.

No estabelecimento foram identificados pelas equipes fatores como falta de organização, limpeza insuficiente em equipamentos e utensílios, falta de manutenção geral em equipamentos e rede elétrica, paredes apresentando sujidades, piso irregular e paredes sem revestimento lavável, falta de tela em janelas e produtos vencidos.

Na quarta-feira, o munícipe Valdomiro da Costa Ribeiro, 43 anos, foi levado ao 1º DP (Centro), onde foi autuado em flagrante por crime contra o consumidor. Ele foi liberado mediante fiança paga no valor de R$ 1.000.

Na data, quando a Polícia Civil descobriu o estabelecimento após denúncia anônima, foram encontrados massa de lasanha, salsichas, iogurte, pacote de mistura para pão de queijo e frango assado, todos fora da data de validade. Equipamentos utilizados para o preparo dos alimentos estavam enferrujados.

A vigilância foi acionada na data e se apresentou no DP em questão. A padaria também não possui alvará de funcionamento conforme confirmação da Prefeitura.

“O estabelecimento não tinha firma aberta, não possui documentações sanitárias e com a municipalidade e o foco da inspeção foi o estabelecimento em questão”, informou a vigilância, que também ressaltou ter autuado o proprietário na quarta-feira, o que pode gerar multa financeira, além da interdição cautelar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Padaria irregular no Jd.Oratório é interditada pela Vigilância Sanitária

Local, que mantinha produtos vencidos, funciona há quatro anos

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

23/06/2017 | 07:00


Após atuação em flagrante de proprietário de comércio irregular no Jardim Oratório, em Mauá, o local foi interditado ontem pela Vigilância Sanitária. Localizado na esquina entre as ruas Rio de Janeiro e Maceió, a padaria e mercearia funcionava no bairro há pelo menos quatro anos.
Conforme informações da Prefeitura, os técnicos da Coordenadoria de Proteção da Saúde e Vigilâncias de Mauá realizaram inspeção na padaria em questão na manhã de ontem. “O estabelecimento foi interditado cautelarmente, até que se efetuem as adequações internas e regularize a documentação que foi solicitada”, informou, em nota.

No estabelecimento foram identificados pelas equipes fatores como falta de organização, limpeza insuficiente em equipamentos e utensílios, falta de manutenção geral em equipamentos e rede elétrica, paredes apresentando sujidades, piso irregular e paredes sem revestimento lavável, falta de tela em janelas e produtos vencidos.

Na quarta-feira, o munícipe Valdomiro da Costa Ribeiro, 43 anos, foi levado ao 1º DP (Centro), onde foi autuado em flagrante por crime contra o consumidor. Ele foi liberado mediante fiança paga no valor de R$ 1.000.

Na data, quando a Polícia Civil descobriu o estabelecimento após denúncia anônima, foram encontrados massa de lasanha, salsichas, iogurte, pacote de mistura para pão de queijo e frango assado, todos fora da data de validade. Equipamentos utilizados para o preparo dos alimentos estavam enferrujados.

A vigilância foi acionada na data e se apresentou no DP em questão. A padaria também não possui alvará de funcionamento conforme confirmação da Prefeitura.

“O estabelecimento não tinha firma aberta, não possui documentações sanitárias e com a municipalidade e o foco da inspeção foi o estabelecimento em questão”, informou a vigilância, que também ressaltou ter autuado o proprietário na quarta-feira, o que pode gerar multa financeira, além da interdição cautelar. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;