Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Pantera Negra faz homenagem aos parques andreenses

Ricardo Trida/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Agremiação aposta em tema considerado inovador e elege cinco áreas verdes da cidade para o desfile; meta é ficar no Grupo A


Natália Scarabotto
especial para o Diário

30/01/2016 | 07:07


Homenagem aos parques de Santo André é aposta da escola Pantera Negra neste ano. O desfile busca exaltar beleza e diversidade das áreas verdes mais conhecidas do município. Cinco espaços estarão contemplados: Parque do Pedroso, Parque Regional da Criança, Sabina Escola Parque do Conhecimento, Parque Tamoios – Ipiranguinha e Parque da Juventude Ana Brandão.

A agremiação acredita que o tema seja inovador. “É muito difícil as escolas daqui falarem da cidade. Selecionamos os parques mais conhecidos como forma de homenagear e para chamar a atenção do público e dos jurados”, afirmou o vice-presidente da agremiação, Daniel Raimundo da Silva.

Os 400 componentes, divididos em dez alas e três carros alegóricos, mostrarão o que há de mais especial em cada local.

Escorregador em formato de foguete, balanços e gira-gira compõem o abre-alas, representando o Parque Regional da Criança. Esse promete ser o carro mais empolgante por conta da estrutura, que chega a cinco metros de altura.

A segunda alegoria representa o Parque do Pedroso, retratando o antigo teleférico, a diversidade de animais e a mistura de religiões do local, que será mostrada na ala das baianas. A terceira e última alegoria será prateada, reproduzindo planetário, iglu e pinguins, da Sabina.

“Estamos confiantes. As fantasias estão muito bonitas. Sempre fazemos tudo caprichado”, contou a responsável pela harmonia da ala das baianas, Suzerlei Xavier Carvalho.

Para produzir toda a homenagem às áreas verdes da cidade, a agremiação gastou pouco mais de R$ 32 mil. Algumas fantasias foram recicladas do ano passado para economizar recursos.

O vice-presidente reconhece que o valor não é alto, mas está dentro do orçamento da escola. Ele afirma que a Pantera Negra não está sonhando em ser campeã. “Somos bem pé no chão. Queremos nos manter no Grupo A. Mas a prioridade agora é conseguir o barracão para, futuramente, fazermos um Carnaval ainda mais bonito para o povo”, afirmou Silva.

Ele acredita ainda que o diferencial é a união entre os integrantes da escola. “A comunidade vai invadir a avenida. Tivemos muita ajuda e vamos mostrar que isso compensa o lado financeiro.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pantera Negra faz homenagem aos parques andreenses

Agremiação aposta em tema considerado inovador e elege cinco áreas verdes da cidade para o desfile; meta é ficar no Grupo A

Natália Scarabotto
especial para o Diário

30/01/2016 | 07:07


Homenagem aos parques de Santo André é aposta da escola Pantera Negra neste ano. O desfile busca exaltar beleza e diversidade das áreas verdes mais conhecidas do município. Cinco espaços estarão contemplados: Parque do Pedroso, Parque Regional da Criança, Sabina Escola Parque do Conhecimento, Parque Tamoios – Ipiranguinha e Parque da Juventude Ana Brandão.

A agremiação acredita que o tema seja inovador. “É muito difícil as escolas daqui falarem da cidade. Selecionamos os parques mais conhecidos como forma de homenagear e para chamar a atenção do público e dos jurados”, afirmou o vice-presidente da agremiação, Daniel Raimundo da Silva.

Os 400 componentes, divididos em dez alas e três carros alegóricos, mostrarão o que há de mais especial em cada local.

Escorregador em formato de foguete, balanços e gira-gira compõem o abre-alas, representando o Parque Regional da Criança. Esse promete ser o carro mais empolgante por conta da estrutura, que chega a cinco metros de altura.

A segunda alegoria representa o Parque do Pedroso, retratando o antigo teleférico, a diversidade de animais e a mistura de religiões do local, que será mostrada na ala das baianas. A terceira e última alegoria será prateada, reproduzindo planetário, iglu e pinguins, da Sabina.

“Estamos confiantes. As fantasias estão muito bonitas. Sempre fazemos tudo caprichado”, contou a responsável pela harmonia da ala das baianas, Suzerlei Xavier Carvalho.

Para produzir toda a homenagem às áreas verdes da cidade, a agremiação gastou pouco mais de R$ 32 mil. Algumas fantasias foram recicladas do ano passado para economizar recursos.

O vice-presidente reconhece que o valor não é alto, mas está dentro do orçamento da escola. Ele afirma que a Pantera Negra não está sonhando em ser campeã. “Somos bem pé no chão. Queremos nos manter no Grupo A. Mas a prioridade agora é conseguir o barracão para, futuramente, fazermos um Carnaval ainda mais bonito para o povo”, afirmou Silva.

Ele acredita ainda que o diferencial é a união entre os integrantes da escola. “A comunidade vai invadir a avenida. Tivemos muita ajuda e vamos mostrar que isso compensa o lado financeiro.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;