Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Universitários são roubados na saída da aula


Cristiane Bomfim
Do Diário do Grande ABC

22/06/2007 | 07:02


Nos últimos três meses, pelo menos 16 alunos da UFABC (Universidade Federal do ABC) foram assaltados no trajeto de um quarteirão da Avenida dos Estados, entre a Rua Santa Adélia e a Avenida Antônio Cardoso, no Parque Novo Oratório, em Santo André.

A falta de policiamento entre às 17h e às 22h50 atrai os assaltantes, que aproveitam as árvores da praça na esquina entre as avenidas dos Estados e Antônio Cardoso para se esconder antes e depois dos roubos. “A iluminação não é suficiente e é muito raro ter ronda policial”, reclama Rafael Jorge Marcelino, 18 anos, assaltado no mês passado.

Rafael e os outros estudantes evitam andar sozinhos, pelo menos na saída. “Na entrada é impossível porque cada um vem de um lugar”,diz Lígia Menghetti, 20 anos, que teve o celular levado.

“Pedimos ajuda da secretaria da UFABC, fizemos boletins de ocorrência e nada mudou”, reclama Evandro Bolzan, 19 anos, que durante roubo perdeu o material escolar, a carteira e o celular.

Outra reclamação é a não-utilização de um microônibus da universidade que deveria ser utilizado para o transporte de alunos da estação Santo André ao campus Santa Adélia. “A secretaria afirma que não tem motorista para fazer o transporte”, reclama Rafael.

A UFABC informou que em reunião com o Departamento de Transporte Público de Santo André pediu a criação de uma linha circular de ônibus que interligue as unidades da UFABC (Rua Santa Adélia, Avenida Atlântica e Rua Catequese). Também foi pedida a instalação de um ponto de ônibus no campus do Parque Novo Oratório. Quanto ao microônibus, a instituição explicou que sua finalidade era transportar alunos de um campus ao outro durante horário de aula.

A Polícia Militar informou que não falta policiamento. Apesar disso, o caso será analisado e o patrulhamento intensificado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Universitários são roubados na saída da aula

Cristiane Bomfim
Do Diário do Grande ABC

22/06/2007 | 07:02


Nos últimos três meses, pelo menos 16 alunos da UFABC (Universidade Federal do ABC) foram assaltados no trajeto de um quarteirão da Avenida dos Estados, entre a Rua Santa Adélia e a Avenida Antônio Cardoso, no Parque Novo Oratório, em Santo André.

A falta de policiamento entre às 17h e às 22h50 atrai os assaltantes, que aproveitam as árvores da praça na esquina entre as avenidas dos Estados e Antônio Cardoso para se esconder antes e depois dos roubos. “A iluminação não é suficiente e é muito raro ter ronda policial”, reclama Rafael Jorge Marcelino, 18 anos, assaltado no mês passado.

Rafael e os outros estudantes evitam andar sozinhos, pelo menos na saída. “Na entrada é impossível porque cada um vem de um lugar”,diz Lígia Menghetti, 20 anos, que teve o celular levado.

“Pedimos ajuda da secretaria da UFABC, fizemos boletins de ocorrência e nada mudou”, reclama Evandro Bolzan, 19 anos, que durante roubo perdeu o material escolar, a carteira e o celular.

Outra reclamação é a não-utilização de um microônibus da universidade que deveria ser utilizado para o transporte de alunos da estação Santo André ao campus Santa Adélia. “A secretaria afirma que não tem motorista para fazer o transporte”, reclama Rafael.

A UFABC informou que em reunião com o Departamento de Transporte Público de Santo André pediu a criação de uma linha circular de ônibus que interligue as unidades da UFABC (Rua Santa Adélia, Avenida Atlântica e Rua Catequese). Também foi pedida a instalação de um ponto de ônibus no campus do Parque Novo Oratório. Quanto ao microônibus, a instituição explicou que sua finalidade era transportar alunos de um campus ao outro durante horário de aula.

A Polícia Militar informou que não falta policiamento. Apesar disso, o caso será analisado e o patrulhamento intensificado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;