Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Emprego é uma questão chave para Fed, diz Williams



06/11/2013 | 01:23


O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de São Francisco, John Williams, afirmou nesta terça-feira que uma questão importante para o programa de compra mensal de ativos do BC avaliado em US$ 85 bilhões é saber se o mercado de trabalho pode continuar a melhorar sem uma ajuda adicional do programa.

O líder do Fed de São Francisco disse que quer ver "um caso muito convincente" de que a economia pode crescer mais rápido do que a sua tendência recente sem estímulos monetários adicionais antes de o Fed iniciar a redução do seu programa de estímulos.

O Fed disse que vai manter o programa inalterado até que as perspectivas para o mercado de trabalho melhorem "substancialmente". Para isso, Williams disse é preciso pensar em dois aspectos: quanto progresso foi feito desde que o Fed iniciou o programa de compra de ativos e até que ponto o Fed pode esperar um progresso contínuo.

Desde o início do programa de estímulos, o mercado de trabalho norte-americano tem registrado "um grande progresso".

"Para mim, houve um grande progresso nos últimos 13 meses", disse Williams, apontando para o declínio da taxa de desemprego e a melhoria geral em outros indicadores do mercado de trabalho.

Mas o segundo elemento ainda é uma incógnita, disse o presidente do Fed de São Francisco. "Os dados dos últimos meses minaram um pouco a confiança de que vamos continuar a fazer esse tipo de progresso sem estímulos monetários adicionais", afirmou Williams. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Emprego é uma questão chave para Fed, diz Williams


06/11/2013 | 01:23


O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de São Francisco, John Williams, afirmou nesta terça-feira que uma questão importante para o programa de compra mensal de ativos do BC avaliado em US$ 85 bilhões é saber se o mercado de trabalho pode continuar a melhorar sem uma ajuda adicional do programa.

O líder do Fed de São Francisco disse que quer ver "um caso muito convincente" de que a economia pode crescer mais rápido do que a sua tendência recente sem estímulos monetários adicionais antes de o Fed iniciar a redução do seu programa de estímulos.

O Fed disse que vai manter o programa inalterado até que as perspectivas para o mercado de trabalho melhorem "substancialmente". Para isso, Williams disse é preciso pensar em dois aspectos: quanto progresso foi feito desde que o Fed iniciou o programa de compra de ativos e até que ponto o Fed pode esperar um progresso contínuo.

Desde o início do programa de estímulos, o mercado de trabalho norte-americano tem registrado "um grande progresso".

"Para mim, houve um grande progresso nos últimos 13 meses", disse Williams, apontando para o declínio da taxa de desemprego e a melhoria geral em outros indicadores do mercado de trabalho.

Mas o segundo elemento ainda é uma incógnita, disse o presidente do Fed de São Francisco. "Os dados dos últimos meses minaram um pouco a confiança de que vamos continuar a fazer esse tipo de progresso sem estímulos monetários adicionais", afirmou Williams. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;