Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governador da BA diz que vídeo publicado por Flávio Bolsonaro não é de Adriano



20/02/2020 | 13:55


O governador da Bahia, Rui Costa (PT), contestou o vídeo publicado pelo senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) com uma imagem do suposto cadáver do ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, morto na semana passada em Esplanada (BA). O material foi publicado pelo senador e filho do presidente da República no Twitter na terça-feira, 18.

"Como é que eu vou periciar um vídeo que está circulando na internet? Mas eu posso lhe garantir que aquilo não é nem do IML da Bahia, nem do IML do Rio", disse Costa, após uma reunião com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) na noite da quarta-feira, 19.

"Imagem hoje, vocês que são de comunicação, editam do que jeito que quiser, mas não são imagens (de Nóbrega). As imagens do corpo tem uma saída de bala nas costas, e as costas ali estão lisas", disse o governador a jornalistas.

A publicação de Flávio Bolsonaro insinua que o miliciano foi torturado antes de ser morto, versão descartada pela necrópsia oficial.

Ainda na terça, o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, havia rebatido as acusações do senador.

Segundo o secretário, o vídeo divulgado pelo parlamentar não teve a autenticidade reconhecida pela perícia da Bahia e nem pela perícia do Rio de Janeiro.

No mesmo dia, o Departamento de Polícia Técnica do Rio informou ao Estado que o vídeo não havia sido gravado no local.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governador da BA diz que vídeo publicado por Flávio Bolsonaro não é de Adriano


20/02/2020 | 13:55


O governador da Bahia, Rui Costa (PT), contestou o vídeo publicado pelo senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) com uma imagem do suposto cadáver do ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, morto na semana passada em Esplanada (BA). O material foi publicado pelo senador e filho do presidente da República no Twitter na terça-feira, 18.

"Como é que eu vou periciar um vídeo que está circulando na internet? Mas eu posso lhe garantir que aquilo não é nem do IML da Bahia, nem do IML do Rio", disse Costa, após uma reunião com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) na noite da quarta-feira, 19.

"Imagem hoje, vocês que são de comunicação, editam do que jeito que quiser, mas não são imagens (de Nóbrega). As imagens do corpo tem uma saída de bala nas costas, e as costas ali estão lisas", disse o governador a jornalistas.

A publicação de Flávio Bolsonaro insinua que o miliciano foi torturado antes de ser morto, versão descartada pela necrópsia oficial.

Ainda na terça, o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, havia rebatido as acusações do senador.

Segundo o secretário, o vídeo divulgado pelo parlamentar não teve a autenticidade reconhecida pela perícia da Bahia e nem pela perícia do Rio de Janeiro.

No mesmo dia, o Departamento de Polícia Técnica do Rio informou ao Estado que o vídeo não havia sido gravado no local.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;