Esportes

São Caetano adapta ídolo Adãozinho para vaga de Marcelo Vilar


Mudança de planos repentinos no São Caetano. Sem grande alarde, a diretoria precisou agir e anunciou Adãozinho como treinador para o Paulista da Série A-2. O ídolo, que vinha desempenhando a função de coordenador técnico, foi convidado para assumir o lugar de Marcelo Vilar, que, após conquistar o título da Copa Paulista pelo clube do Grande ABC, recebeu proposta da Ferroviária e seguiu para Araraquara para disputar a elite do Estadual.

Com 156 jogos, Adãozinho participou como atleta do título da Série A-2, em 2000, e dos vice da Copa João Havelange (2000), Brasileirão (2001) e Libertadores (2002). Na função de treinador, já comandou o Jacutinga, de Minas Gerais, e o Conilon, do Espírito Santo. Agora, chega para seu principal desafio. “Espero que possa render aquilo que é esperado pela direção. Sou ex-jogador do São Caetano, time que tenho admiração grande, então quero contribuir e trabalhar da maneira correta para que a gente possa volta à Primeira Divisão”, declarou o ex-volante, que terá o ex-arqueiro Silvio Luiz como um dos integrantes da comissão técnica, na preparação dos goleiros. No comando do sub-20, outro ex-atleta do clube: Anderson Lima, que substituiu Fahel Júnior.

Aliás, Adãozinho espera poder contar com bastante auxílio da base são-caetanense. “Temos jovens valores que têm de ser vistos de forma carinhosa, para que o São Caetano possa realmente trabalhar em cima desses jovens valores, dando oportunidade, por um grupo forte dentro da Série A-2”, afirmou o treinador.

Os planos do técnico, comissão técnica e diretoria são realizar mesclas entre jovens e experientes no elenco e ainda revelou que o Azulão ainda deverá ir ao mercado em busca de peças para montar o grupo.

“A gente pensa em trabalhar com 20 a 23 profissionais e completar o elenco com o pessoal da base para a gente ter parâmetro daquilo que é a competição. Deveremos contratar, não agora, de quatro a cinco jogadores, para que venham compor o grupo e possamos fazer competição exemplar, como condiz com a história do São Caetano”, declarou Adãozinho.

Enquanto jogador, o agora técnico conquistou 14 acessos, ou seja, sabe o caminho que o Azulão precisa percorrer para voltar à Série A-1. “Para repetir isso (sucesso) é preciso ter um trabalho alinhado entre atletas e comissão técnica”, concluiu o comandante. 

Comentários


Veja Também


São Caetano adapta ídolo Adãozinho para vaga de Marcelo Vilar

Mudança de planos repentinos no São Caetano. Sem grande alarde, a diretoria precisou agir e anunciou Adãozinho como treinador para o Paulista da Série A-2. O ídolo, que vinha desempenhando a função de coordenador técnico, foi convidado para assumir o lugar de Marcelo Vilar, que, após conquistar o...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar