Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Serafim Rupolo, o árbitro símbolo do Grande ABC

Dentro da série "Onde está você", a história de Serafim Rupolo, que em 2 de fevereiro completou 90 anos de idade


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

27/06/2010 | 00:00


Dentro da série "Onde está você", a história de Serafim Rupolo, que em 2 de fevereiro completou 90 anos de idade. Hoje ele se dedica à filatelia, à leitura e à preservação da memória do atletismo do seu clube, o Aramaçan, e de São Paulo, já que durante três décadas foi árbitro da Federação Paulista de Atletismo, quando pôde conviver com nomes importantes do esporte, como João Havelange e major Silvio de Magalhães Padilha.

Serafim Rupolo, que em alguns documentos tem o nome grafado Seraphim, é um homem metódico. Guarda, por exemplo, a lista com os nomes que fizeram a história do atletismo do Aramaçan desde o início, em 1937, até a década de 1960, e os resultados das provas de cada um. São súmulas oficiais, relatórios e recortes de jornais, cujas cópias repassou ao clube, mas que hoje apenas ele tem os originais.

HISTÓRIA DO ESPORTE
Quando Serafim começou a frequentar o Aramaçan, levado pelo então presidente Januário Daniel, o clube não tinha 100 sócios. Era 1934. Um menino. Sua carteirinha leva a data de 24 de janeiro de 1937. É hoje o mais antigo sócio vivo de um clube que se prepara para celebrar 80 anos.

Competiu em várias modalidades do atletismo. Mesmo com o seu 1m60, saltou forte, em distância e altura, e ganhou provas de corrida. Em especial, conviveu e fez amizade com os mais importantes nomes do atletismo, a começar pelo técnico Ildefonso Toribio, atleta do Tietê que introduziu e tornou forte o atletismo no Aramaçan e Grande ABC.

Serafim Rupolo preserva a história de atletas como Eugênio Rocco, Totó Cataruzzi, Armando e Nelson De Laura, Archimedes Pavanello e todos os demais. Fala de cada um com carinho e faz questão de provar as marcas de todos nas suas modalidades.

O ÁRBITRO
Entre as competições internacionais em que atuou estão os 4º Jogos Pan-Americanos de 1963, disputados em São Paulo. Também arbitrou várias provas de São Silvestre. Faz parte de entidades como as Associações dos Juizes de Atletismo do Estado de São Paulo e de Atletas Veteranos Paulistas.

No Aramaçan, foi diretor de atletismo, membro do COF e diretor geral de Esportes. Hoje é o historiador mor do clube na área de atletismo, mas a marca maior que guarda é a do logotipo atual do Aramaçan, por ele inspirado, em parceria com Orlando Dall'Olio.

- Qual é o símbolo do atletismo?, perguntou Serafim.

- É o discóbolo, responderam.

- Então é preciso mudar o nosso distintivo.

(Discóbolo = lançador de discos, estátua famosa do grego Míron, datada de 455 a.C).

O antigo distintivo, com dois remos cruzados, simbolizava os esportes aquáticos. Então houve a mudança. Uma história de 70 anos mais viva do que nunca. E graças aos conhecimentos de Serafim Rupolo adquiridos, em especial, no seu trabalho de filatelista.

Os passos de um idealista
Serafim Rupolo nasceu no Espírito Santo do Pinhal, em 2 de fevereiro de 1920. Foi criado em Campinas. Veio para Santo André em 1933. Em 1934, estava trabalhando na Fichet, "com uma legião de estrangeiros".

Trabalhou em outras empresas, como a Pirelli, Departamento Nacional do Café, Antarctica, Tipografia Bandeirante e Construtora Weigand.

Conheceu a esposa Leda Moraes Barbosa em Santo André, em 1948, quando estava na Pirelli. Ela era professora. Casaram-se em 1954 e tiveram três filhos: as gêmeas Laís (formada em psicologia) e Gilza (bibliotecária) e Antonio Fernando (engenheiro civil). Tem dois netos, Gabriela e Victor Rafael.

Frase - "Gosto muito dos japoneses, pela amizade e sinceridade, e dos negros, pela força e disposição no esporte e no trabalho".

Um nome - Arduino Novella, o que construiu a quadra de basquete do Aramaçan, em 1938, que existe até hoje.

Um atleta - Nelson de Laura. Silvio de Magalhães Padilha, nome forte do atletismo brasileiro, gostava de ver De Laura competindo, pela perfeição nas corridas com barreiras, esporte comum aos dois.

A estreia - Serafim Rupolo estreou no atletismo em 1943, no CA Paulistano: saltou 1m58, quando tinha 1m50 de altura.

Duas ilhas - O lago do Aramaçan tinha duas ilhas: uma com trampolim, e outra pantanosa: "Você caminhava e afundava".

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Sexta-feira, 27 de junho de 1980

Manchete - Figueiredo (presidente da República) refuta a Oposição e promete dar água ao Nordeste.

Visita do Papa - Em São Paulo, três milhões irão acompanhar João Paulo II.

Diadema - Mudança do ponto de táxi nº 5, da praça Castelo Branco para a Rua Silvio Bonini, revolta motoristas e comerciantes.

Sindicalismo - Os 130 funcionários do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema paralisaram ontem suas atividades em protesto contra a presença de PMs na entidade. O sindicato está sob intervenção.

Esportes - Conselho Municipal de Esportes elege Ubaldo Lago o Esportista do Ano de São Bernardo. Ele é considerado o Pai do Basquete na cidade.

EM 27 DE JUNHO DE...
1967 - Inaugurado o Cemitério de Vila Euclides, em São Bernardo.

Agenda Fundação Pró-Memória
55 anos da fundação do Lions Clube São Caetano, o primeiro do Grande ABC (1955).

Trabalhadores
Nascem em 27 de junho:
1898 - Ernesto Boscolo. Natural de Itatiba (SP). Sócio nº 22 do Sindicato dos Químicos do ABC. Servente da Rhodia Química. Residência: Rua General Glicério, 398.

1905 - Severino Laurentino. Natural de Vitória (ES). Sócio nº 63 do Sindicato dos Químicos do ABC. Servente de fabricação da Rhodia Química. Residência: Rua Bolívia, 515.
Fonte: 1º livro geral de registro dos associados do Sindicato dos Químicos do ABC.

HOJE
Dia dos Artistas Líricos, Dia Nacional do Diabético, Dia Nacional do Vôlei e Dia do Relojoeiro.

SANTOS DO DIA
Cirilo de Alexandria, Crescêncio, Ladislau, Madalena Fontaine e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

São Ladislau. Ele nasceu em 27 de junho de 1040. Foi rei da Hungria de 1077 até a sua morte, em 1095. Nacionalizou o cristianismo no país.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Serafim Rupolo, o árbitro símbolo do Grande ABC

Dentro da série "Onde está você", a história de Serafim Rupolo, que em 2 de fevereiro completou 90 anos de idade

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

27/06/2010 | 00:00


Dentro da série "Onde está você", a história de Serafim Rupolo, que em 2 de fevereiro completou 90 anos de idade. Hoje ele se dedica à filatelia, à leitura e à preservação da memória do atletismo do seu clube, o Aramaçan, e de São Paulo, já que durante três décadas foi árbitro da Federação Paulista de Atletismo, quando pôde conviver com nomes importantes do esporte, como João Havelange e major Silvio de Magalhães Padilha.

Serafim Rupolo, que em alguns documentos tem o nome grafado Seraphim, é um homem metódico. Guarda, por exemplo, a lista com os nomes que fizeram a história do atletismo do Aramaçan desde o início, em 1937, até a década de 1960, e os resultados das provas de cada um. São súmulas oficiais, relatórios e recortes de jornais, cujas cópias repassou ao clube, mas que hoje apenas ele tem os originais.

HISTÓRIA DO ESPORTE
Quando Serafim começou a frequentar o Aramaçan, levado pelo então presidente Januário Daniel, o clube não tinha 100 sócios. Era 1934. Um menino. Sua carteirinha leva a data de 24 de janeiro de 1937. É hoje o mais antigo sócio vivo de um clube que se prepara para celebrar 80 anos.

Competiu em várias modalidades do atletismo. Mesmo com o seu 1m60, saltou forte, em distância e altura, e ganhou provas de corrida. Em especial, conviveu e fez amizade com os mais importantes nomes do atletismo, a começar pelo técnico Ildefonso Toribio, atleta do Tietê que introduziu e tornou forte o atletismo no Aramaçan e Grande ABC.

Serafim Rupolo preserva a história de atletas como Eugênio Rocco, Totó Cataruzzi, Armando e Nelson De Laura, Archimedes Pavanello e todos os demais. Fala de cada um com carinho e faz questão de provar as marcas de todos nas suas modalidades.

O ÁRBITRO
Entre as competições internacionais em que atuou estão os 4º Jogos Pan-Americanos de 1963, disputados em São Paulo. Também arbitrou várias provas de São Silvestre. Faz parte de entidades como as Associações dos Juizes de Atletismo do Estado de São Paulo e de Atletas Veteranos Paulistas.

No Aramaçan, foi diretor de atletismo, membro do COF e diretor geral de Esportes. Hoje é o historiador mor do clube na área de atletismo, mas a marca maior que guarda é a do logotipo atual do Aramaçan, por ele inspirado, em parceria com Orlando Dall'Olio.

- Qual é o símbolo do atletismo?, perguntou Serafim.

- É o discóbolo, responderam.

- Então é preciso mudar o nosso distintivo.

(Discóbolo = lançador de discos, estátua famosa do grego Míron, datada de 455 a.C).

O antigo distintivo, com dois remos cruzados, simbolizava os esportes aquáticos. Então houve a mudança. Uma história de 70 anos mais viva do que nunca. E graças aos conhecimentos de Serafim Rupolo adquiridos, em especial, no seu trabalho de filatelista.

Os passos de um idealista
Serafim Rupolo nasceu no Espírito Santo do Pinhal, em 2 de fevereiro de 1920. Foi criado em Campinas. Veio para Santo André em 1933. Em 1934, estava trabalhando na Fichet, "com uma legião de estrangeiros".

Trabalhou em outras empresas, como a Pirelli, Departamento Nacional do Café, Antarctica, Tipografia Bandeirante e Construtora Weigand.

Conheceu a esposa Leda Moraes Barbosa em Santo André, em 1948, quando estava na Pirelli. Ela era professora. Casaram-se em 1954 e tiveram três filhos: as gêmeas Laís (formada em psicologia) e Gilza (bibliotecária) e Antonio Fernando (engenheiro civil). Tem dois netos, Gabriela e Victor Rafael.

Frase - "Gosto muito dos japoneses, pela amizade e sinceridade, e dos negros, pela força e disposição no esporte e no trabalho".

Um nome - Arduino Novella, o que construiu a quadra de basquete do Aramaçan, em 1938, que existe até hoje.

Um atleta - Nelson de Laura. Silvio de Magalhães Padilha, nome forte do atletismo brasileiro, gostava de ver De Laura competindo, pela perfeição nas corridas com barreiras, esporte comum aos dois.

A estreia - Serafim Rupolo estreou no atletismo em 1943, no CA Paulistano: saltou 1m58, quando tinha 1m50 de altura.

Duas ilhas - O lago do Aramaçan tinha duas ilhas: uma com trampolim, e outra pantanosa: "Você caminhava e afundava".

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Sexta-feira, 27 de junho de 1980

Manchete - Figueiredo (presidente da República) refuta a Oposição e promete dar água ao Nordeste.

Visita do Papa - Em São Paulo, três milhões irão acompanhar João Paulo II.

Diadema - Mudança do ponto de táxi nº 5, da praça Castelo Branco para a Rua Silvio Bonini, revolta motoristas e comerciantes.

Sindicalismo - Os 130 funcionários do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema paralisaram ontem suas atividades em protesto contra a presença de PMs na entidade. O sindicato está sob intervenção.

Esportes - Conselho Municipal de Esportes elege Ubaldo Lago o Esportista do Ano de São Bernardo. Ele é considerado o Pai do Basquete na cidade.

EM 27 DE JUNHO DE...
1967 - Inaugurado o Cemitério de Vila Euclides, em São Bernardo.

Agenda Fundação Pró-Memória
55 anos da fundação do Lions Clube São Caetano, o primeiro do Grande ABC (1955).

Trabalhadores
Nascem em 27 de junho:
1898 - Ernesto Boscolo. Natural de Itatiba (SP). Sócio nº 22 do Sindicato dos Químicos do ABC. Servente da Rhodia Química. Residência: Rua General Glicério, 398.

1905 - Severino Laurentino. Natural de Vitória (ES). Sócio nº 63 do Sindicato dos Químicos do ABC. Servente de fabricação da Rhodia Química. Residência: Rua Bolívia, 515.
Fonte: 1º livro geral de registro dos associados do Sindicato dos Químicos do ABC.

HOJE
Dia dos Artistas Líricos, Dia Nacional do Diabético, Dia Nacional do Vôlei e Dia do Relojoeiro.

SANTOS DO DIA
Cirilo de Alexandria, Crescêncio, Ladislau, Madalena Fontaine e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

São Ladislau. Ele nasceu em 27 de junho de 1040. Foi rei da Hungria de 1077 até a sua morte, em 1095. Nacionalizou o cristianismo no país.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;