Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Bernardo tem tarde histórica ao debutar no Brasileiro

Derek Bittencourt/DAGBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Reformulado após rebaixamento no Paulista, time
vai ao Sul e mede forças com o Novo Hamburgo


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

21/05/2017 | 07:00


 Pela primeira vez na história do futebol de São Bernardo, a cidade terá um representante em campo pelo Campeonato Brasileiro. Às 16h de hoje, o Tigre debuta na Série D contra o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, casa do atual campeão gaúcho. Assim, o Grande ABC contabiliza três times que já estiveram em alguma divisão nacional – antes, São Caetano (vice na elite em 2000 e 2001) e Santo André já figuraram em alguma série do Brasileiro.

“Nesses 12 anos é o que a gente almejou desde o início: chegar ao Paulistão e depois ao Campeonato Brasileiro. Sentimos o gostinho de viajar na Copa do Brasil, mas o Brasileiro é diferente. Estamos muito felizes. Conquistamos a vaga no ano passado, mas quando chega a hora percebemos que bacana foi a trajetória e que legal vai ser a disputa”, disse o diretor Edgard Montemor Filho, que está no clube desde a fundação, em dezembro de 2004.

Dono de 110 partidas com a camisa do clube e de volta como treinador, Wilson Júnior exaltou o momento especial do Tigre. “Fico feliz em participar dessa história do clube, ansioso, mas muito confiante nos jogadores”, disse o técnico, que para este primeiro compromisso manteve o mistério sobre a escalação. Com dez jogadores recém-contratados, levou ao Rio Grande do Sul o time titular guardado ‘a sete chaves’.

Acerca do adversário, o treinador pregou respeito, mas deixou claro que o São Bernardo não viajou a passeio. “Campeão com muito mérito. Temos de ir lá e, com seriedade, impor nosso jogo para conseguir a vitória”, concluiu Wilson Júnior.

Capitão do título, meia Preto é o único titular remanescente

O Novo Hamburgo sofreu desmanche por conta do título gaúcho. A grande campanha deu visibilidade ao grupo e trouxe proposta de clubes de todo o País. Para a disputa da Série D, apenas um titular seguiu no clube: o capitão Preto. O meia, 35 anos, que tem passagem pelo São Caetano, acredita que, mesmo com elenco remontado às pressas, o time possa surpreender novamente.

“Meu coração me diz que algo bom pode acontecer neste segundo semestre. Sabemos que é difícil, mas pelo que tenho visto, acredito que vai se encaixar ao que o clube oferece e ao que o treinador Ben Hur quer. Sei que é tudo muito rápido, mas por que não pode dar certo?”, declarou Preto, em entrevista ao jornal NH.

Vinicius Kiss fala em quitar dívida com clube para justificar sequência

O volante Vinicius Kiss foi um dos jogadores do elenco do São Bernardo remanescentes do Paulistão e que acabaram rebaixados à Série A-2. E é justamente este fato que motivou o atleta a renovar contrato para disputar a Série D do Campeonato Brasileiro.

Apesar de ter recebido propostas de outras equipes – a exemplo do que aconteceu com diversos atletas, como Walterson, Eduardo, Marcinho, Fellipe Mateus, Rodolfo e Alyson –, Kiss decidiu seguir no Tigre para mudar sua imagem em forma de agradecimento.

“Tive algumas propostas para sair, mas me senti em dívida com o São Bernardo pelo rebaixamento. Me senti como um dos responsáveis por estar ali, dentro de campo. Então, quero retribuir ao clube que me acolheu bem, dar uma resposta, buscar crescimento e esse acesso, que vai ser muito importante tanto para o São Bernardo quanto para a cidade. Temos de entrar com o objetivo de colocar o clube na Série C e deixar impressão boa”, disse Kiss, que disputa vaga na meia com Luiz Felipe.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo tem tarde histórica ao debutar no Brasileiro

Reformulado após rebaixamento no Paulista, time
vai ao Sul e mede forças com o Novo Hamburgo

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

21/05/2017 | 07:00


 Pela primeira vez na história do futebol de São Bernardo, a cidade terá um representante em campo pelo Campeonato Brasileiro. Às 16h de hoje, o Tigre debuta na Série D contra o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, casa do atual campeão gaúcho. Assim, o Grande ABC contabiliza três times que já estiveram em alguma divisão nacional – antes, São Caetano (vice na elite em 2000 e 2001) e Santo André já figuraram em alguma série do Brasileiro.

“Nesses 12 anos é o que a gente almejou desde o início: chegar ao Paulistão e depois ao Campeonato Brasileiro. Sentimos o gostinho de viajar na Copa do Brasil, mas o Brasileiro é diferente. Estamos muito felizes. Conquistamos a vaga no ano passado, mas quando chega a hora percebemos que bacana foi a trajetória e que legal vai ser a disputa”, disse o diretor Edgard Montemor Filho, que está no clube desde a fundação, em dezembro de 2004.

Dono de 110 partidas com a camisa do clube e de volta como treinador, Wilson Júnior exaltou o momento especial do Tigre. “Fico feliz em participar dessa história do clube, ansioso, mas muito confiante nos jogadores”, disse o técnico, que para este primeiro compromisso manteve o mistério sobre a escalação. Com dez jogadores recém-contratados, levou ao Rio Grande do Sul o time titular guardado ‘a sete chaves’.

Acerca do adversário, o treinador pregou respeito, mas deixou claro que o São Bernardo não viajou a passeio. “Campeão com muito mérito. Temos de ir lá e, com seriedade, impor nosso jogo para conseguir a vitória”, concluiu Wilson Júnior.

Capitão do título, meia Preto é o único titular remanescente

O Novo Hamburgo sofreu desmanche por conta do título gaúcho. A grande campanha deu visibilidade ao grupo e trouxe proposta de clubes de todo o País. Para a disputa da Série D, apenas um titular seguiu no clube: o capitão Preto. O meia, 35 anos, que tem passagem pelo São Caetano, acredita que, mesmo com elenco remontado às pressas, o time possa surpreender novamente.

“Meu coração me diz que algo bom pode acontecer neste segundo semestre. Sabemos que é difícil, mas pelo que tenho visto, acredito que vai se encaixar ao que o clube oferece e ao que o treinador Ben Hur quer. Sei que é tudo muito rápido, mas por que não pode dar certo?”, declarou Preto, em entrevista ao jornal NH.

Vinicius Kiss fala em quitar dívida com clube para justificar sequência

O volante Vinicius Kiss foi um dos jogadores do elenco do São Bernardo remanescentes do Paulistão e que acabaram rebaixados à Série A-2. E é justamente este fato que motivou o atleta a renovar contrato para disputar a Série D do Campeonato Brasileiro.

Apesar de ter recebido propostas de outras equipes – a exemplo do que aconteceu com diversos atletas, como Walterson, Eduardo, Marcinho, Fellipe Mateus, Rodolfo e Alyson –, Kiss decidiu seguir no Tigre para mudar sua imagem em forma de agradecimento.

“Tive algumas propostas para sair, mas me senti em dívida com o São Bernardo pelo rebaixamento. Me senti como um dos responsáveis por estar ali, dentro de campo. Então, quero retribuir ao clube que me acolheu bem, dar uma resposta, buscar crescimento e esse acesso, que vai ser muito importante tanto para o São Bernardo quanto para a cidade. Temos de entrar com o objetivo de colocar o clube na Série C e deixar impressão boa”, disse Kiss, que disputa vaga na meia com Luiz Felipe.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;