Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Athletico bate Red Bull Bragantino com 'decisivo' Nikão e é bi da Sul-Americana

Divulgação/Thais Magalhães_CBF_fotos pública Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


20/11/2021 | 19:08


O Athletico garantiu o bicampeonato da Copa Sul-Americana graças ao gol de Nikão na vitória sobre o Red Bull Bragantino por 1 a 0, neste sábado, em Montevidéu, no Uruguai.

Ao som do grupo Barões da Pisadinha em um estádio com a maioria dos assentos vazios, os finalistas começaram o jogo se estudando, sem chances claras. Aos 17, Terans roubou a bola no campo de ataque, escapou pela esquerda, mas chutou fraco nas mãos de Cleiton.

Dois minutos depois, o Bragantino quase abriu o placar duas vezes. Tomás Cuello tentou um gol olímpico e, quando a zaga rubro-negra afastou o perigo, o argentino pegou o rebote e bateu colocado, mas a bola raspou a trave.

O Athletico passou a sair mais para o jogo e respondeu com Terans, jogando na cidade em que nasceu, que finalizou com perigo. Aos 28, o uruguaio recebeu cruzamento da direita, bateu forte cruzado e Cleiton espalmou para o lado. Nikão, principal destaque do Athletico no ano, pegou a sobra e emendou um voleio para marcar um belo gol. O meia, que pode se despedir do clube ao fim do ano, anotou quatro gols e deu seis assistências em 12 partidas na competição.

Jogando abaixo do esperado, a equipe de Bragança Paulista tentou o empate no fim do primeiro tempo, com uma cabeçada do centroavante Ytalo, mas o goleiro Santos encaixou a bola sem dificuldade.

Na volta do intervalo, aos cinco minutos, o Athletico tentou o segundo gol. Em rápido contra-ataque, Nikão cruzou na área, Terans ajeitou de peito e Cittadini chutou para fora.

Com mais posse de bola, o Red Bull Bragantino tinha dificuldades para furar a defesa adversária e era lento na troca de passes. Principal nome do time em 2021, o meia Artur, que teve atuação discreta, apareceu aos 20, com chute colocado, mas a bola foi pela linha de fundo. O jogo morno do segundo tempo favoreceu o time paranaense, que soube marcar com precisão e não levou sustos. Com muitos jogadores sem tanta experiência em jogos decisivos, o Bragantino não soube reagir.

Aos 41, em cobrança de escanteio, Léo Ortiz cabeceou na primeira trave, mas sem perigo para o goleiro Santos. Nos acréscimos, novamente em escanteio, Hurtado testou firme, mas errou a mira.

Ao fim do jogo, a torcida do Athletico, em maior número no estádio, comemorou bastante o segundo título da Copa Sul-Americana. Em 2018, o clube paranaense já havia levantado o troféu da competição.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO 1 X 0 RED BULL BRAGANTINO

ATHLETICO - Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Hernández (Zé Ivaldo); Marcinho, Erick (Fernando Canesin), Léo Cittadini (Nicolas) e Abner; Nikão, Terans (Christian) e Kayzer (Pedro Rocha). Técnico: Alberto Valentim.

RED BULL BRAGANTINO - Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Edimar (Luan Cândido); Jadsom, Praxedes (Gabriel Novaes) e Cuello (Alerrandro); Helinho, Artur (Leandrinho) e Ytalo (Hurtado). Técnico: Maurício Barbieri.

GOLS - Nikão, aos 28 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Andrés Matonte (URU)

CARTÕES AMARELOS - Fabrício Bruno, Cittadini, Abner, Erick, Aderlan

PÚBLICO E RENDA - Naoo divulgados.

LOCAL - Centenário (Montevidéu).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;