Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras encara o Galo para ampliar liderança no Brasileirão

Equipes se enfretam pelo 'título' do primeiro turno do Nacional nesta quarta, a partir das 21h50, no Mineirão


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

12/08/2009 | 07:01


O sonho mútuo de terminar o primeiro turno na ponta do Brasileiro embala o duelo entre Atlético-MG e Palmeiras, a partir das 21h50, no Mineirão. O Verdão, teoricamente, está mais próximo de garantir o título simbólico, já que lidera a competição com 35 pontos, quatro a mais que o concorrente. O Galo, no entanto, disputou um jogo a menos que o Verdão e dois em relação à tabela, e não quer deixar escapar a chance de diminuir a vantagem alviverde.

"O segundo turno é o mais importante já que decide tudo, mas também seria bom terminar esta fase na liderança. A confiança aumenta ainda mais", comentou o meia Cleiton Xavier, que pelo esquema definido no último coletivo pelo técnico Muricy Ramalho deve ser o único responsável pela armação do time.

É que o treinador sacou Ortigoza do ataque e reforçou o meio com mais um volante. Sandro Silva deve ocupar a vaga de Edmílson, suspenso, e Souza a de Ortigoza, que não foi bem no último jogo. Pierre completa o trio de volantes.

Apesar da vontade de encerrar o turno na primeira posição, há quem veja o empate como um bom resultado. "É bom porque vamos jogar fora. O Atlético tem uma equipe qualificada e que ganha força com a torcida. Mas vamos fazer nosso melhor para conseguir um bom resultado", disse o zagueiro Maurício Ramos.

Os jogadores garantem, porém, que uma vitória não fará a equipe se empolgar excessivamente e destacam que o time precisará de bom desempenho no segundo turno para quebrar o jejum de 15 anos sem títulos do Brasileiro.

"Temos de manter os pés no chão porque o Campeonato Brasileiro é longo. O segundo turno ainda nem começou", completou Maurício Ramos.

GALO - Em cinco dos seis Brasileiros disputados por pontos corridos, o clube que terminou o primeiro turno na liderança sagrou-se campeão. É com base nesta constatação que o Atlético-MG espera quebrar a boa sequência do Verdão.

"É um confronto para encostar neles. Com uma vitória, a gente fica a um ponto do Palmeiras, com grandes chances de terminar o primeiro turno na frente. É uma partida que a gente tem de se entregar, se doar ao máximo. É o jogo da vida", disse o zagueiro Alex Bruno.

Depois do Verdão, o Atlético-MG terá pela frente na primeira fase o Corinthians e Inter, o último adiado para 2 de setembro. (com Agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Palmeiras encara o Galo para ampliar liderança no Brasileirão

Equipes se enfretam pelo 'título' do primeiro turno do Nacional nesta quarta, a partir das 21h50, no Mineirão

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

12/08/2009 | 07:01


O sonho mútuo de terminar o primeiro turno na ponta do Brasileiro embala o duelo entre Atlético-MG e Palmeiras, a partir das 21h50, no Mineirão. O Verdão, teoricamente, está mais próximo de garantir o título simbólico, já que lidera a competição com 35 pontos, quatro a mais que o concorrente. O Galo, no entanto, disputou um jogo a menos que o Verdão e dois em relação à tabela, e não quer deixar escapar a chance de diminuir a vantagem alviverde.

"O segundo turno é o mais importante já que decide tudo, mas também seria bom terminar esta fase na liderança. A confiança aumenta ainda mais", comentou o meia Cleiton Xavier, que pelo esquema definido no último coletivo pelo técnico Muricy Ramalho deve ser o único responsável pela armação do time.

É que o treinador sacou Ortigoza do ataque e reforçou o meio com mais um volante. Sandro Silva deve ocupar a vaga de Edmílson, suspenso, e Souza a de Ortigoza, que não foi bem no último jogo. Pierre completa o trio de volantes.

Apesar da vontade de encerrar o turno na primeira posição, há quem veja o empate como um bom resultado. "É bom porque vamos jogar fora. O Atlético tem uma equipe qualificada e que ganha força com a torcida. Mas vamos fazer nosso melhor para conseguir um bom resultado", disse o zagueiro Maurício Ramos.

Os jogadores garantem, porém, que uma vitória não fará a equipe se empolgar excessivamente e destacam que o time precisará de bom desempenho no segundo turno para quebrar o jejum de 15 anos sem títulos do Brasileiro.

"Temos de manter os pés no chão porque o Campeonato Brasileiro é longo. O segundo turno ainda nem começou", completou Maurício Ramos.

GALO - Em cinco dos seis Brasileiros disputados por pontos corridos, o clube que terminou o primeiro turno na liderança sagrou-se campeão. É com base nesta constatação que o Atlético-MG espera quebrar a boa sequência do Verdão.

"É um confronto para encostar neles. Com uma vitória, a gente fica a um ponto do Palmeiras, com grandes chances de terminar o primeiro turno na frente. É uma partida que a gente tem de se entregar, se doar ao máximo. É o jogo da vida", disse o zagueiro Alex Bruno.

Depois do Verdão, o Atlético-MG terá pela frente na primeira fase o Corinthians e Inter, o último adiado para 2 de setembro. (com Agências)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;