Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Consumidor realiza compras de última hora no Dia das Crianças

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Maior parte dos consumidores do Grande ABC
apostou nos artigos com valores mais acessíveis


Tauana Marin

13/10/2017 | 07:56


Conhecidos como polos comerciais da região, o calçadão da Rua Coronel Oliveira Lima, no Centro de Santo André, e a Rua Marechal Deodoro, em São Bernardo, tiveram forte movimento em algumas lojas específicas – como as de departamento, Armarinhos Fernando e Nivalmix –, já que a maioria estava fechada. Famílias enfrentaram filas para a compra de brinquedos por conta do Dia das Crianças.

Entre as opções haviam desde bonecas por R$ 14,99 e bola de futebol a R$ 9,99, até brinquedos mais caros, como moto motorizada, de R$ 299. Roupas podiam ser compradas a partir de R$ 12,99, e alguns sapatos, vendidos a R$ 70, em média.

A maior parte dos consumidores do Grande ABC apostou nos artigos com valores mais acessíveis e estipulou quanto ia gastar. Além disso, muitos optaram pelo pagamento à vista, a fim de não acumular dívidas, principalmente com a proximidade com o fim do ano, quando muitas contas batem à porta.

O motorista Sérgio Francisco, 40 anos, reservou R$ 100 no orçamento doméstico para gastar com os dois filhos no feriado. “Comprei um boné para minha menina e um ônibus de brinquedo para o menino. Os presentes somaram R$ 45. O restante (R$ 55), gastamos para almoçar. A notícia boa é que achei que os presentes seriam mais caros”, conta o consumidor que optou pela compra em dinheiro. “Dá para pedir desconto”, brincou.

O pintor Leandro Santana, 34, ficou satisfeito com o que gastou. “Tudo ficou R$ 39 (kit de lousa com giz e apagador, além de uma varinha mágica, da Disney), o valor foi baixo, e minha filha vai gostar. Por isso mesmo paguei em dinheiro. Postergar o pagamento só faz a gente se endividar, ainda mais com valores pequenos que se acumulam depois.” Segundo ele, diferentemente do que imaginava, o calçadão de Santo André estava tranquilo. “Pensei que estaria um tumulto, mas a emenda do feriado ajudou, e muitas pessoas anteciparam as compras para viajar”, palpitou.

A vendedora e avó de três crianças, Raquel Cabral, 37, gastou R$ 250 entre presentes e lanches para os meninos. “Faço questão de proporcionar um dia diferente à eles hoje (ontem). Fomos à loja, compramos carrinhos e motos, e depois lanchamos. Paguei tudo em dinheiro para não me preocupar nos meses seguintes.”

Os shoppings instalados no Grande ABC tiveram forte movimento ontem, principalmente, na parte da tarde. Famílias lotaram as praças de alimentação, cinemas e os espaços temáticos para a criançada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Consumidor realiza compras de última hora no Dia das Crianças

Maior parte dos consumidores do Grande ABC
apostou nos artigos com valores mais acessíveis

Tauana Marin

13/10/2017 | 07:56


Conhecidos como polos comerciais da região, o calçadão da Rua Coronel Oliveira Lima, no Centro de Santo André, e a Rua Marechal Deodoro, em São Bernardo, tiveram forte movimento em algumas lojas específicas – como as de departamento, Armarinhos Fernando e Nivalmix –, já que a maioria estava fechada. Famílias enfrentaram filas para a compra de brinquedos por conta do Dia das Crianças.

Entre as opções haviam desde bonecas por R$ 14,99 e bola de futebol a R$ 9,99, até brinquedos mais caros, como moto motorizada, de R$ 299. Roupas podiam ser compradas a partir de R$ 12,99, e alguns sapatos, vendidos a R$ 70, em média.

A maior parte dos consumidores do Grande ABC apostou nos artigos com valores mais acessíveis e estipulou quanto ia gastar. Além disso, muitos optaram pelo pagamento à vista, a fim de não acumular dívidas, principalmente com a proximidade com o fim do ano, quando muitas contas batem à porta.

O motorista Sérgio Francisco, 40 anos, reservou R$ 100 no orçamento doméstico para gastar com os dois filhos no feriado. “Comprei um boné para minha menina e um ônibus de brinquedo para o menino. Os presentes somaram R$ 45. O restante (R$ 55), gastamos para almoçar. A notícia boa é que achei que os presentes seriam mais caros”, conta o consumidor que optou pela compra em dinheiro. “Dá para pedir desconto”, brincou.

O pintor Leandro Santana, 34, ficou satisfeito com o que gastou. “Tudo ficou R$ 39 (kit de lousa com giz e apagador, além de uma varinha mágica, da Disney), o valor foi baixo, e minha filha vai gostar. Por isso mesmo paguei em dinheiro. Postergar o pagamento só faz a gente se endividar, ainda mais com valores pequenos que se acumulam depois.” Segundo ele, diferentemente do que imaginava, o calçadão de Santo André estava tranquilo. “Pensei que estaria um tumulto, mas a emenda do feriado ajudou, e muitas pessoas anteciparam as compras para viajar”, palpitou.

A vendedora e avó de três crianças, Raquel Cabral, 37, gastou R$ 250 entre presentes e lanches para os meninos. “Faço questão de proporcionar um dia diferente à eles hoje (ontem). Fomos à loja, compramos carrinhos e motos, e depois lanchamos. Paguei tudo em dinheiro para não me preocupar nos meses seguintes.”

Os shoppings instalados no Grande ABC tiveram forte movimento ontem, principalmente, na parte da tarde. Famílias lotaram as praças de alimentação, cinemas e os espaços temáticos para a criançada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;