Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Trânsito mata uma pessoa a cada dois dias

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em agosto, foram 15 vítimas ante 19 há um ano; novas regras da CNH podem agravar cenário


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

24/09/2020 | 00:01


Na Semana Nacional do Trânsito, que termina amanhã, o Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo) divulgou que 15 pessoas morreram nas ruas da região em agosto – média de uma vítima a cada dois dias (veja detalhes na arte ao lado). O número é 21% menor do que os 19 óbitos registrados no mesmo mês de 2019. Mesmo com a redução em um ano, especialistas alertam que a retomada gradual das atividades e as novas regras da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) podem inflar o número de acidentes fatais.

No mês, a maioria das vítimas foram pedestres (sete), seguidas pelos motociclistas (cinco) e pessoas que estavam em automóveis (três). “Os motociclistas e pedestres são as vítimas de sempre, pois são os usuários mais vulneráveis pelo grau de exposição que têm ao circular pelas vias. Não deveria ser assim, mas nada foi feito para que isso melhorasse quando as pessoas retomassem suas atividades”, assinalou Eduardo Biavati, sociólogo e consultor em segurança no trânsito. Exemplo é Porto Alegre (Rio Grande do Sul), onde a prefeitura aproveitou a quarentena para fazer a manutenção da sinalização nas vias de maior circulação.

Agravante é a alteração do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), aprovada na terça-feira pela Câmara. A mudança, que depende da sanção presidencial, prolonga a validade da CNH para dez anos e sugere escala até que haja suspensão da habilitação: caso o motorista tenha 20 pontos e mais de duas infrações gravíssimas, ou se ele acumular 30 pontos e apenas uma infração ou, ainda, se totalizar 40 pontos e nenhuma infração

Para Dirceu Rodrigues Alves Júnior, diretor da Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego), a medida é contrária à direção segura e é o “avesso da preservação de vidas”. “O aumento da pontuação atende às necessidades de caminhoneiros e motoristas de aplicativo. O motorista profissional poderá chegar a 39 pontos e zerar após fazer curso de reciclagem. Ele pode acumular 70 pontos sem seguir as leis de trânsito. Isso é um absurdo”, completou.

MOTOFRETISTAS
O Detran lançou nesta semana o Programa Motofretista, visando disponibilizar crédito, facilitar o financiamento, formalizar a categoria e regularizar a documentação para exercício da atividade. Para informações e inscrição, basta acessar o site www.motofretistaseguro.sp.gov.br/. Além disso, a iniciativa inclui criação de grupo para debater ações focadas na segurança viária de motofretistas.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trânsito mata uma pessoa a cada dois dias

Em agosto, foram 15 vítimas ante 19 há um ano; novas regras da CNH podem agravar cenário

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

24/09/2020 | 00:01


Na Semana Nacional do Trânsito, que termina amanhã, o Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo) divulgou que 15 pessoas morreram nas ruas da região em agosto – média de uma vítima a cada dois dias (veja detalhes na arte ao lado). O número é 21% menor do que os 19 óbitos registrados no mesmo mês de 2019. Mesmo com a redução em um ano, especialistas alertam que a retomada gradual das atividades e as novas regras da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) podem inflar o número de acidentes fatais.

No mês, a maioria das vítimas foram pedestres (sete), seguidas pelos motociclistas (cinco) e pessoas que estavam em automóveis (três). “Os motociclistas e pedestres são as vítimas de sempre, pois são os usuários mais vulneráveis pelo grau de exposição que têm ao circular pelas vias. Não deveria ser assim, mas nada foi feito para que isso melhorasse quando as pessoas retomassem suas atividades”, assinalou Eduardo Biavati, sociólogo e consultor em segurança no trânsito. Exemplo é Porto Alegre (Rio Grande do Sul), onde a prefeitura aproveitou a quarentena para fazer a manutenção da sinalização nas vias de maior circulação.

Agravante é a alteração do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), aprovada na terça-feira pela Câmara. A mudança, que depende da sanção presidencial, prolonga a validade da CNH para dez anos e sugere escala até que haja suspensão da habilitação: caso o motorista tenha 20 pontos e mais de duas infrações gravíssimas, ou se ele acumular 30 pontos e apenas uma infração ou, ainda, se totalizar 40 pontos e nenhuma infração

Para Dirceu Rodrigues Alves Júnior, diretor da Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego), a medida é contrária à direção segura e é o “avesso da preservação de vidas”. “O aumento da pontuação atende às necessidades de caminhoneiros e motoristas de aplicativo. O motorista profissional poderá chegar a 39 pontos e zerar após fazer curso de reciclagem. Ele pode acumular 70 pontos sem seguir as leis de trânsito. Isso é um absurdo”, completou.

MOTOFRETISTAS
O Detran lançou nesta semana o Programa Motofretista, visando disponibilizar crédito, facilitar o financiamento, formalizar a categoria e regularizar a documentação para exercício da atividade. Para informações e inscrição, basta acessar o site www.motofretistaseguro.sp.gov.br/. Além disso, a iniciativa inclui criação de grupo para debater ações focadas na segurança viária de motofretistas.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;