Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Trabalhadores da Volks aprovam por unanimidade proposta de estabilidade

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Assembleia foi realizada no pátio da fábrica da Anchieta, em São Bernardo, pelo Sindicato dos Metalúrgicos


Soraia Abreu Pedrozo
Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

15/09/2020 | 16:40


Trabalhadores da Volkswagen aprovaram, por unanimidade, acordo coletivo que propõe estabilidade por cinco anos em troca da retirada de alguns benefícios e da possibilidade de utilização de lay-off (suspensão temporária do contrato de trabalho) até o limite de dez meses, abertura de PDV (Programa de Demissão Voluntária) e restrições em relação ao reajuste salarial.

A assembleia foi realizada no pátio da fábrica da Anchieta, em São Bernardo, às 14h, pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Negociação entre a entidade e a montadora, que durou cerca de três semanas, visou encontrar alternativa à manutenção do emprego em meio à crise que atingiu em cheio todo o setor automotivo devido à pandemia do novo coronavírus.

No mês passado, a Volkswagen avisou que, diante do cenário de queda nas vendas e na produção, precisava cortar 35% do efetivo das quatro plantas do Brasil, que empregam cerca de 15 mil trabalhadores, ou seja, 5.250 funcionários poderiam ser desligados. Somente a fábrica da Anchieta possui 8.600 empregados. Considerando que o percentual de redução fosse aplicado em São Bernardo, 3.010 operários poderiam ser demitidos.

O PDV, que ainda não tem data para início, oferece 20 salários adicionais à tabela base para horistas diretos e indiretos. O acordo também possibilita que a empresa utilize o mecanismo de lay-off até o limite de dez meses. Neste caso, a remuneração dos trabalhadores será de 82,5% de seu salário líquido.

Quanto ao reajuste salarial, a proposta para este ano é a de não aplicar o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) se a variação for de até 5%, sendo este convertido em abono de R$ 6.000 a ser pago junto com a segunda parcela da PLR (Participação de Lucros e Resultados) de 2020. Até agosto, o índice acumula valorização de 1,16% e, em 12 meses, de 2,94%.

Em 2021, a regra é a mesma, com percentual de inflação limitado a 3,5%. Se o INPC for superior, haverá a aplicação da diferença nos salários. Em 2022 ainda não haverá aumento real e, de 2023 a 2025 será feita a aplicação integral do INPC.

DEPENDE DA PRODUÇÃO
O valor da PLR será fixada em R$ 12.800 neste ano, sendo em 2021 o mesmo valor com acréscimo da inflação de 2020. “Caso o número de veículos produzidos nas quatro plantas no ano exceda o limite de 580 mil, as partes se comprometem a reavaliar as condições estabelecidas para o referido ano”, informou o presidente do sindicato, Wagner Santana, o Wagnão.

Também fica assegurada a possibilidade do compartilhamento de um modelo da planta Anchieta, sem a necessidade de a produção estar utilizando a sua capacidade máxima. “Durante o compartilhamento, está garantida a produção em dois turnos na Anchieta. Havendo aumento de volume, este acarretará o retorno do terceiro turno na fábrica. O acordo garante a exclusividade na unidade da região da produção da Saveiro e de seu sucessor, quando confirmado”, explicou.
Haverá ainda a implementação de nova tabela salarial horista considerando redução em 17,05% do teto das tabelas salariais vigentes. Esta condição será aplicada aos trabalhadores admitidos a partir de janeiro do ano que vem.

A Volkswagen informou que não vai se posicionar sobre o assunto no momento. Na região, apenas a GM (General Motors), até então, havia proposto PDV na unidade de São Caetano, já aprovado em assembleia, para lidar com o cenário de queda nas vendas e na produção.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trabalhadores da Volks aprovam por unanimidade proposta de estabilidade

Assembleia foi realizada no pátio da fábrica da Anchieta, em São Bernardo, pelo Sindicato dos Metalúrgicos

Soraia Abreu Pedrozo
Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

15/09/2020 | 16:40


Trabalhadores da Volkswagen aprovaram, por unanimidade, acordo coletivo que propõe estabilidade por cinco anos em troca da retirada de alguns benefícios e da possibilidade de utilização de lay-off (suspensão temporária do contrato de trabalho) até o limite de dez meses, abertura de PDV (Programa de Demissão Voluntária) e restrições em relação ao reajuste salarial.

A assembleia foi realizada no pátio da fábrica da Anchieta, em São Bernardo, às 14h, pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Negociação entre a entidade e a montadora, que durou cerca de três semanas, visou encontrar alternativa à manutenção do emprego em meio à crise que atingiu em cheio todo o setor automotivo devido à pandemia do novo coronavírus.

No mês passado, a Volkswagen avisou que, diante do cenário de queda nas vendas e na produção, precisava cortar 35% do efetivo das quatro plantas do Brasil, que empregam cerca de 15 mil trabalhadores, ou seja, 5.250 funcionários poderiam ser desligados. Somente a fábrica da Anchieta possui 8.600 empregados. Considerando que o percentual de redução fosse aplicado em São Bernardo, 3.010 operários poderiam ser demitidos.

O PDV, que ainda não tem data para início, oferece 20 salários adicionais à tabela base para horistas diretos e indiretos. O acordo também possibilita que a empresa utilize o mecanismo de lay-off até o limite de dez meses. Neste caso, a remuneração dos trabalhadores será de 82,5% de seu salário líquido.

Quanto ao reajuste salarial, a proposta para este ano é a de não aplicar o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) se a variação for de até 5%, sendo este convertido em abono de R$ 6.000 a ser pago junto com a segunda parcela da PLR (Participação de Lucros e Resultados) de 2020. Até agosto, o índice acumula valorização de 1,16% e, em 12 meses, de 2,94%.

Em 2021, a regra é a mesma, com percentual de inflação limitado a 3,5%. Se o INPC for superior, haverá a aplicação da diferença nos salários. Em 2022 ainda não haverá aumento real e, de 2023 a 2025 será feita a aplicação integral do INPC.

DEPENDE DA PRODUÇÃO
O valor da PLR será fixada em R$ 12.800 neste ano, sendo em 2021 o mesmo valor com acréscimo da inflação de 2020. “Caso o número de veículos produzidos nas quatro plantas no ano exceda o limite de 580 mil, as partes se comprometem a reavaliar as condições estabelecidas para o referido ano”, informou o presidente do sindicato, Wagner Santana, o Wagnão.

Também fica assegurada a possibilidade do compartilhamento de um modelo da planta Anchieta, sem a necessidade de a produção estar utilizando a sua capacidade máxima. “Durante o compartilhamento, está garantida a produção em dois turnos na Anchieta. Havendo aumento de volume, este acarretará o retorno do terceiro turno na fábrica. O acordo garante a exclusividade na unidade da região da produção da Saveiro e de seu sucessor, quando confirmado”, explicou.
Haverá ainda a implementação de nova tabela salarial horista considerando redução em 17,05% do teto das tabelas salariais vigentes. Esta condição será aplicada aos trabalhadores admitidos a partir de janeiro do ano que vem.

A Volkswagen informou que não vai se posicionar sobre o assunto no momento. Na região, apenas a GM (General Motors), até então, havia proposto PDV na unidade de São Caetano, já aprovado em assembleia, para lidar com o cenário de queda nas vendas e na produção.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;