Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em tarde de Gabriel como vilão, Santos perde no Rio

Henrique Dourado marca para o Flamengo; 3º revés seguido derruba Peixe ao nono lugar


Dérek Bittencourt

16/11/2018 | 07:00


Artilheiro do Santos no Campeonato Brasileiro e um dos responsáveis pela recuperação do time na competição desde a chegada de Cuca, o são-bernardense Gabriel vai deletar da memória o jogo de ontem, contra o Flamengo. O atacante perdeu uma chance cara a cara e ainda desperdiçou uma penalidade aos 43 minutos do segundo tempo que fizeram grande falta no revés alvinegro por 1 a 0 para o Flamengo, no Estádio do Maracanã.

Esta foi a terceira derrota seguida do Peixe no Brasileirão e o time caiu para a nona colocação, com 46 pontos, um pouco mais longe da zona de classificação à Libertadores. Já o Flamengo baixou para sete pontos a desvantagem ao líder Palmeiras, ainda sonhando em ultrapassar o adversário e ficar com o título.

Cuca teve de quebrar a cabeça para armar o Peixe. Sem poder contar com peças importantes como Carlos Sánchez, Bryan Ruiz (ambos convocados às respectivas seleções), Luiz Felipe, Lucas Veríssimo, Felippe Cardoso e Derlis González (lesionados). Ainda assim, a equipe jogou de igual com o Flamengo e chegou a levar perigo em algumas oportunidades, como em uma cabeçada de Diego Pituca. Do outro lado, Vanderlei apareceu bem para intervir em finalização de Vitinho.

As emoções pareciam ter ficado guardadas para a segunda etapa. E, de fato, os ataques estiveram mais inspirados. Aos 16, após grande arrancada, Rodrygo deu trabalho para César. Aliás, o goleiro apareceu providencialmente aos 20, quando Bruno Henrique serviu Gabriel, na pequena área; o artilheiro desviou sem muita força e o arqueiro defendeu.

O castigo veio aos 27, quando Berrío – em posição duvidosa – serviu Henrique Dourado, que fuzilou: 1 a 0.

Mas aos 43 o Peixe teve a chance de empatar. Mas Gabriel cobrou fraco, rasteiro e facilitou para César. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em tarde de Gabriel como vilão, Santos perde no Rio

Henrique Dourado marca para o Flamengo; 3º revés seguido derruba Peixe ao nono lugar

Dérek Bittencourt

16/11/2018 | 07:00


Artilheiro do Santos no Campeonato Brasileiro e um dos responsáveis pela recuperação do time na competição desde a chegada de Cuca, o são-bernardense Gabriel vai deletar da memória o jogo de ontem, contra o Flamengo. O atacante perdeu uma chance cara a cara e ainda desperdiçou uma penalidade aos 43 minutos do segundo tempo que fizeram grande falta no revés alvinegro por 1 a 0 para o Flamengo, no Estádio do Maracanã.

Esta foi a terceira derrota seguida do Peixe no Brasileirão e o time caiu para a nona colocação, com 46 pontos, um pouco mais longe da zona de classificação à Libertadores. Já o Flamengo baixou para sete pontos a desvantagem ao líder Palmeiras, ainda sonhando em ultrapassar o adversário e ficar com o título.

Cuca teve de quebrar a cabeça para armar o Peixe. Sem poder contar com peças importantes como Carlos Sánchez, Bryan Ruiz (ambos convocados às respectivas seleções), Luiz Felipe, Lucas Veríssimo, Felippe Cardoso e Derlis González (lesionados). Ainda assim, a equipe jogou de igual com o Flamengo e chegou a levar perigo em algumas oportunidades, como em uma cabeçada de Diego Pituca. Do outro lado, Vanderlei apareceu bem para intervir em finalização de Vitinho.

As emoções pareciam ter ficado guardadas para a segunda etapa. E, de fato, os ataques estiveram mais inspirados. Aos 16, após grande arrancada, Rodrygo deu trabalho para César. Aliás, o goleiro apareceu providencialmente aos 20, quando Bruno Henrique serviu Gabriel, na pequena área; o artilheiro desviou sem muita força e o arqueiro defendeu.

O castigo veio aos 27, quando Berrío – em posição duvidosa – serviu Henrique Dourado, que fuzilou: 1 a 0.

Mas aos 43 o Peixe teve a chance de empatar. Mas Gabriel cobrou fraco, rasteiro e facilitou para César. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;