Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Bernardo vence Londrina pela Superliga

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Carlos Tadeu
Do Diário do Grande ABC

21/11/2010 | 07:09


Depois da difícil vitória por 3 sets a 2 no clássico regional diante do Santo André/Spread, quinta-feira, no Ginásio Poliesportivo, o BMG/São Bernardo, do técnico Rubinho, voltou à quadra ontem e conquistou outro resultado positivo na Superliga Masculina de Vôlei, desta vez com mais facilidade.

Em 1h16, superou o Londrina/Sercomtel (PR) por 3 sets a 0 (25/17 , 25/20 e 25/16), no Ginásio do Baetão em jogo válido pela quarta rodada.

O destaque da partida foi o oposto Renan, do São Bernardo. Campeão mundial juvenil em 2009, o atacante marcou 13 pontos.

"Até que enfim as bolas que eu ataquei entraram. Há vários jogos não estava virando bem e, neste, minha técnica melhorou e pude ajudar nossa equipe a conquistar uma vitória importante nesta Superliga. O melhor de tudo foi que não perdemos nenhum set. Isso poderá ser decisivo no fim da fase de classificação", avaliou.

O Troféu VivaVôlei de melhor jogador da partida ficou com o levantador Elder, da equipe paulista. O atleta substituiu o titular Fidele, que se recupera de lesão na mão.

"Estou muito feliz porque entrei no lugar do Fidele, o nosso capitão, que ainda se recupera de uma contusão no dedo, e ajudei a equipe. É importante entrar em quadra e demonstrar que estou pronto para ajudar em qualquer momento. No jogo de hoje (ontem), sabíamos que não poderíamos entrar desligados, como aconteceu em alguns momentos no jogo contra o Santo André. Isso prova que nosso time já começou a crescer na competição", destacou.

O próximo jogo do BMG/São Bernardo será fora de casa, quinta-feira, às 19h30, contra o BMG/Montes Claros, atual vice-campeão da competição.

Hoje tem clássico regional no Ginásio Milton Feijão. Às 11h, se enfrentam São Caetano e Santo André.

 

Vôlei Futuro vence o Sesi e conquista o título paulista

O Vôlei Futuro ignorou a torcida adversária ontem e derrotou o Sesi por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/23 e 26/24, na Capital. Com o resultado, a equipe do levantador Ricardinho fez 2 a 1 na série decisiva e conquistou o título paulista.

Além de Ricardinho, integram o time de Araçatuba estrelas como Leandro Vissotto, Lucão e o líbero Mario Junior, campeões mundiais com o Brasil neste ano. E pelo Sesi, atuaram atletas de renome como Murilo, Thiago Alves, Sidão eo líbero Serginho. Os atletas, aliás, chegaram a brigar em quadra no segundo jogo, vencido pelo Vôlei Futuro, mas nenhum incidente ocorreu ontem.

"Isso aí morreu no primeiro jogo. É vontade de ganhar. A gente sempre foi amigo. Tem de acabar ali. O jogo é muita adrenalina", comentou Vissotto, que havia brigado com Serginho na partida anterior.

Ricardinho, por sua vez, comemorou o título e o respeito mostrado pela torcida adversária. "O que me motiva a continuar jogando é esse apoio e respeito . Isso nos deixa orgulhosos. Quero me divertir e hoje consegui isso."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo vence Londrina pela Superliga

Carlos Tadeu
Do Diário do Grande ABC

21/11/2010 | 07:09


Depois da difícil vitória por 3 sets a 2 no clássico regional diante do Santo André/Spread, quinta-feira, no Ginásio Poliesportivo, o BMG/São Bernardo, do técnico Rubinho, voltou à quadra ontem e conquistou outro resultado positivo na Superliga Masculina de Vôlei, desta vez com mais facilidade.

Em 1h16, superou o Londrina/Sercomtel (PR) por 3 sets a 0 (25/17 , 25/20 e 25/16), no Ginásio do Baetão em jogo válido pela quarta rodada.

O destaque da partida foi o oposto Renan, do São Bernardo. Campeão mundial juvenil em 2009, o atacante marcou 13 pontos.

"Até que enfim as bolas que eu ataquei entraram. Há vários jogos não estava virando bem e, neste, minha técnica melhorou e pude ajudar nossa equipe a conquistar uma vitória importante nesta Superliga. O melhor de tudo foi que não perdemos nenhum set. Isso poderá ser decisivo no fim da fase de classificação", avaliou.

O Troféu VivaVôlei de melhor jogador da partida ficou com o levantador Elder, da equipe paulista. O atleta substituiu o titular Fidele, que se recupera de lesão na mão.

"Estou muito feliz porque entrei no lugar do Fidele, o nosso capitão, que ainda se recupera de uma contusão no dedo, e ajudei a equipe. É importante entrar em quadra e demonstrar que estou pronto para ajudar em qualquer momento. No jogo de hoje (ontem), sabíamos que não poderíamos entrar desligados, como aconteceu em alguns momentos no jogo contra o Santo André. Isso prova que nosso time já começou a crescer na competição", destacou.

O próximo jogo do BMG/São Bernardo será fora de casa, quinta-feira, às 19h30, contra o BMG/Montes Claros, atual vice-campeão da competição.

Hoje tem clássico regional no Ginásio Milton Feijão. Às 11h, se enfrentam São Caetano e Santo André.

 

Vôlei Futuro vence o Sesi e conquista o título paulista

O Vôlei Futuro ignorou a torcida adversária ontem e derrotou o Sesi por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/23 e 26/24, na Capital. Com o resultado, a equipe do levantador Ricardinho fez 2 a 1 na série decisiva e conquistou o título paulista.

Além de Ricardinho, integram o time de Araçatuba estrelas como Leandro Vissotto, Lucão e o líbero Mario Junior, campeões mundiais com o Brasil neste ano. E pelo Sesi, atuaram atletas de renome como Murilo, Thiago Alves, Sidão eo líbero Serginho. Os atletas, aliás, chegaram a brigar em quadra no segundo jogo, vencido pelo Vôlei Futuro, mas nenhum incidente ocorreu ontem.

"Isso aí morreu no primeiro jogo. É vontade de ganhar. A gente sempre foi amigo. Tem de acabar ali. O jogo é muita adrenalina", comentou Vissotto, que havia brigado com Serginho na partida anterior.

Ricardinho, por sua vez, comemorou o título e o respeito mostrado pela torcida adversária. "O que me motiva a continuar jogando é esse apoio e respeito . Isso nos deixa orgulhosos. Quero me divertir e hoje consegui isso."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;