Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Silvar será candidato a prefeito de Mauá em 2008


Sérgio Vieira
Do Diário do Grande ABC

18/08/2007 | 09:13


O secretário de Assuntos Jurídicos de Mauá, Silvar Silva Silveira (PMDB), será candidato a prefeito no ano que vem. Para isso, o vereador licenciado já está de malas prontas para o PCdoB.

A decisão é mais um duro golpe para o prefeito Leonel Damo (PV), que tem encontrado dificuldade em manter sólida sua base de alianças visando sua reeleição, em 2008. Recentemente, o vice-presidente da Câmara, Carlos Alberto Polisel (PSDB), anunciou o rompimento com o prefeito e lançou sua pré-candidatura a prefeito.

Silvar, que fazia oposição a Damo, se juntou ao bloco governista em outubro, quando o prefeito convidou Francisco Carneiro, o Chiquinho do Zaíra (PSB), – então líder do bloco oposicionista – para ser o homem-forte do governo.

PORTAS FECHADAS
O atual secretário, que chegou a ser convidado para se filiar ao PV, alega que as portas do grupo político de Damo foram fechadas para ele. “Algumas pessoas ficaram incomodadas com a possibilidade de minha ida. Não quero problema com ninguém. ” Silvar refere-se à uma resolução do partido, que proibia a coligação com legendas que já tenham vereador.

Ele vai além: “Se você vê a porta e a janela fechadas, você tem de encontrar outra saída. Dado a falta de opções, vou disputar a Prefeitura.” Nos próximos dias, ele se reunirá com a presidente estadual do PCdoB, Nádia Campeão, para oficializar sua entrada na legenda.

O secretário não acredita que, por conta de sua candidatura, tenha de deixar o cargo na Prefeitura. “Não vejo problema em continuar.”

PLANO B
Embora garanta que sua candidatura “não é balão-de-ensaio”, Silvar não descarta a possibilidade de sair a vice de Damo. “Poderia haver essa discussão. Os dirigentes do PCdoB disseram que eu poderia fazer essa ponte com Damo, mas se não houver esse entendimento o partido me garante a sigla para sair a prefeito.” Dessa forma, Silvar também se coloca na briga com Chiquinho do Zaíra e com o secretário de Obras, Admir Jacomussi, que vislumbram a vaga de vice.

Em seu quarto mandato como vereador, Silvar foi eleito em 2004 pelo PCdoB e obteve 3.484 votos. No ano seguinte, filiou-se ao PMDB.

Chiquinho do Zaíra – superintendente da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) e articulador político de Damo – não quis opinar. “Ele tem o direito. Democracia é isso”, limitou-se a dizer.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Silvar será candidato a prefeito de Mauá em 2008

Sérgio Vieira
Do Diário do Grande ABC

18/08/2007 | 09:13


O secretário de Assuntos Jurídicos de Mauá, Silvar Silva Silveira (PMDB), será candidato a prefeito no ano que vem. Para isso, o vereador licenciado já está de malas prontas para o PCdoB.

A decisão é mais um duro golpe para o prefeito Leonel Damo (PV), que tem encontrado dificuldade em manter sólida sua base de alianças visando sua reeleição, em 2008. Recentemente, o vice-presidente da Câmara, Carlos Alberto Polisel (PSDB), anunciou o rompimento com o prefeito e lançou sua pré-candidatura a prefeito.

Silvar, que fazia oposição a Damo, se juntou ao bloco governista em outubro, quando o prefeito convidou Francisco Carneiro, o Chiquinho do Zaíra (PSB), – então líder do bloco oposicionista – para ser o homem-forte do governo.

PORTAS FECHADAS
O atual secretário, que chegou a ser convidado para se filiar ao PV, alega que as portas do grupo político de Damo foram fechadas para ele. “Algumas pessoas ficaram incomodadas com a possibilidade de minha ida. Não quero problema com ninguém. ” Silvar refere-se à uma resolução do partido, que proibia a coligação com legendas que já tenham vereador.

Ele vai além: “Se você vê a porta e a janela fechadas, você tem de encontrar outra saída. Dado a falta de opções, vou disputar a Prefeitura.” Nos próximos dias, ele se reunirá com a presidente estadual do PCdoB, Nádia Campeão, para oficializar sua entrada na legenda.

O secretário não acredita que, por conta de sua candidatura, tenha de deixar o cargo na Prefeitura. “Não vejo problema em continuar.”

PLANO B
Embora garanta que sua candidatura “não é balão-de-ensaio”, Silvar não descarta a possibilidade de sair a vice de Damo. “Poderia haver essa discussão. Os dirigentes do PCdoB disseram que eu poderia fazer essa ponte com Damo, mas se não houver esse entendimento o partido me garante a sigla para sair a prefeito.” Dessa forma, Silvar também se coloca na briga com Chiquinho do Zaíra e com o secretário de Obras, Admir Jacomussi, que vislumbram a vaga de vice.

Em seu quarto mandato como vereador, Silvar foi eleito em 2004 pelo PCdoB e obteve 3.484 votos. No ano seguinte, filiou-se ao PMDB.

Chiquinho do Zaíra – superintendente da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) e articulador político de Damo – não quis opinar. “Ele tem o direito. Democracia é isso”, limitou-se a dizer.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;