Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Helcio minimiza papel de articulador de Marcelo

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-vice-prefeito elogia atuação de Leandro Dias e Rômulo: ‘Eu só vou acompanhar’


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

22/08/2021 | 00:01


Recém-alçado à condição de chefe de gabinete do prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT), o ex-deputado e ex-vice-prefeito da cidade Helcio Silva (PT) evitou o rótulo de figura que azeitará de vez a relação entre governo e Câmara, que sofre solavancos desde a vitória do petista, em novembro.

Helcio, que também foi vereador e presidente da Câmara, elogiou o trabalho do secretário de Governo, Leandro Dias (PT), e do titular de Planejamento, Rômulo Fernandes (PT), destacados por Marcelo no primeiro semestre para a interlocução dos poderes. Houve muita crítica dos parlamentares com relação à dupla e, nos bastidores, o nome de Helcio surgiu como forma de pacificar o debate.

“Eu apenas acompanharei. O trabalho da relação política é feito pelo Leandro e pelo Rômulo, e tem sido muito bem conduzido, da melhor qualidade. Eu vou acompanhar porque essa é a função do chefe de gabinete. Era algo que a própria Emerich fazia. Nada muda”, comentou Helcio, em referência à sua antecessora na função, Maria Emerich Ferraz, indicada para ouvidoria.

O ex-vice-prefeito esteve na semana passada na sessão, em sua estreia na chefia de gabinete em uma plenária. Acompanhou as ações em um dia no qual a pauta trazia vetos do prefeito a projetos de lei de vereadores. O pequeno contratempo ficou relacionado à votação do veto do projeto do vereador Leonardo Alves (PSDB) sobre exigência de publicação da lista de espera por vagas em creche em Mauá. O veto foi mantido por um voto, placar que o governo não esperava – aguardava margem mais folgada.

Para Helcio, as intercorrências do primeiro semestre “são naturais”. “Todo começo é meio turbulento, é começo de governo, as acomodações vão acontecendo. Hoje a relação é bem melhor, é claro, até pelo trabalho feito pelo Leandro e pelo Rômulo”, discorreu. Na etapa inicial de gestão, Marcelo perdeu o comando da Câmara – Zé Carlos Nova Era (PL) se elegeu presidente à revelia do Paço – e foi superado em votações importantes, como o congelamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que Marcelo era contra, mas viu o Legislativo bancar.

A relação de Helcio e Marcelo é antiga. Então sindicalista e metalúrgico na GM (General Motors), Marcelo se aproximou de Helcio no mandato de vereador do aliado. Ficaram amigos e compuseram o mesmo grupo político no PT. O atual chefe de gabinete declarou ser “honra” participar do governo de Marcelo e que, no cargo, vai agir conforme a responsabilidade atribuída. “Chefia de gabinete é cumprir determinações e tarefas que o prefeito designa. Fazer a política do prefeito.”



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;