Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Quadrilha de SP é suspeita do assalto ao Banco Central



15/09/2005 | 00:17


Uma equipe da Polícia Federal de Fortaleza desembarcou nesta quarta-feira à tarde em São Paulo para investigar se a quadrilha presa na terça-feira na empresa de fachada Borges & Macedo Representações Comerciais tem envolvimento no furto de R$ 165 milhões do Banco Central de Fortaleza, ocorrido no primeiro fim de semana de agosto. Nesta quarta-feira à tarde, agentes federais colheram digitais dos oito presos, que serão confrontadas com os mais de 50 fragmentos de digitais recolhidos durante as investigações do maior roubo a banco do país.

Nesta quinta-feira, os agentes da Polícia Federal farão diligências em uma casa na zona Norte de São Paulo. O local era o ponto de partida de um túnel escavado com destino ao cofre de uma transportadora de valores. O agente Mário José de Souza Lopes, da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio da PF de Fortaleza, foi designado pelo delegado federal Antônio Celso dos Santos, de Brasília, para acompanhar as investigações em São Paulo.                  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quadrilha de SP é suspeita do assalto ao Banco Central


15/09/2005 | 00:17


Uma equipe da Polícia Federal de Fortaleza desembarcou nesta quarta-feira à tarde em São Paulo para investigar se a quadrilha presa na terça-feira na empresa de fachada Borges & Macedo Representações Comerciais tem envolvimento no furto de R$ 165 milhões do Banco Central de Fortaleza, ocorrido no primeiro fim de semana de agosto. Nesta quarta-feira à tarde, agentes federais colheram digitais dos oito presos, que serão confrontadas com os mais de 50 fragmentos de digitais recolhidos durante as investigações do maior roubo a banco do país.

Nesta quinta-feira, os agentes da Polícia Federal farão diligências em uma casa na zona Norte de São Paulo. O local era o ponto de partida de um túnel escavado com destino ao cofre de uma transportadora de valores. O agente Mário José de Souza Lopes, da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio da PF de Fortaleza, foi designado pelo delegado federal Antônio Celso dos Santos, de Brasília, para acompanhar as investigações em São Paulo.                  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;