Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Importador denuncia corrupçao no porto de Santos


Do Diário do Grande ABC

20/07/2000 | 08:53


Um importador decidiu denunciar o porto de Santos por corrupçao depois de ser forçado a pagar mais de US$ 1 milhao em propina a fiscais para ter suas mercadorias liberadas na alfândega. Segundo Osvaldo Ferreira, a alfândega alega que a documentaçao do material está irregular, mas ele acredita que a adulteraçao seja feita pelos próprios fiscais para que eles cobrem a propina.

Ferreira relata que recentemente importou máquinas do Japao no valor de US$ 5 milhoes e elas ficaram retidas no porto. Ele pagou US$ 180 mil pela liberaçao, mas mesmo assim nao recebeu o material. Teve que comprar a própria mercadoria em um leilao promovido pela Receita Federal.

O importador gravou uma conversa com um fiscal em que negocia a liberaçao de sua mercadoria. Na gravaçao, o interlocutor diz que para recebê-la teria que pagar pelo menos US$ 300 mil.

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a corrupçao no porto de Santos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Importador denuncia corrupçao no porto de Santos

Do Diário do Grande ABC

20/07/2000 | 08:53


Um importador decidiu denunciar o porto de Santos por corrupçao depois de ser forçado a pagar mais de US$ 1 milhao em propina a fiscais para ter suas mercadorias liberadas na alfândega. Segundo Osvaldo Ferreira, a alfândega alega que a documentaçao do material está irregular, mas ele acredita que a adulteraçao seja feita pelos próprios fiscais para que eles cobrem a propina.

Ferreira relata que recentemente importou máquinas do Japao no valor de US$ 5 milhoes e elas ficaram retidas no porto. Ele pagou US$ 180 mil pela liberaçao, mas mesmo assim nao recebeu o material. Teve que comprar a própria mercadoria em um leilao promovido pela Receita Federal.

O importador gravou uma conversa com um fiscal em que negocia a liberaçao de sua mercadoria. Na gravaçao, o interlocutor diz que para recebê-la teria que pagar pelo menos US$ 300 mil.

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a corrupçao no porto de Santos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;