Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Cuidado! Rastreadores de pets podem colocar a segurança dos animais em risco

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

20/06/2018 | 11:48


Atualmente, até os animais começam a usar dispositivos digitais conectados à rede. Por isso, os pesquisadores da Kaspersky Lab analisaram vários rastreadores de pets populares para verificar se os bichinhos estão a salvo de ameaças virtuais. O resultado? Eles descobriram vulnerabilidades que permitem aos cibercriminosos invadir, descobrir e substituir as coordenadas de localização do animal e do dono — e até roubar dados pessoais sigilosos.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Os donos de animais usam rastreadores para monitorar a segurança de seus pets e rastrear os lugares onde eles vão sozinhos. Quando outra pessoa intercepta essas coordenadas, ela pode localizar o animal em qualquer momento específico, descobrir detalhes sobre seus passeios diários e, em última instância, obter informações suficientes sobre os movimentos do pet para raptá-lo.

Ameaça para os pets

Os pesquisadores da Kaspersky Lab descobriram as seguintes vulnerabilidades em rastreadores de pets conhecidos de várias marcas:
– Funcionalidades de Bluetooth que não exigem autenticação para a conexão;
– Rastreadores e aplicativos que transmitem dados sigilosos, como nome, e-mail e a localização do proprietário;
– Não verificação dos certificados de servidores ao estabelecer conexões HTTPS, o que possibilita ataques “man-in-the-middle” (em que o tráfego do Wi-Fi é interceptado);
– Possibilidade de armazenar tokens de autorização e coordenadas no dispositivo, sem criptografia;
– Instalação de firmware falso;
– Podem ser enviados comandos para os rastreadores sem verificar a ID do usuário. Dessa forma, qualquer pessoa pode enviá-los, não apenas o proprietário.

Essas constatações mostram que, mesmo que os rastreadores de pets não sejam muito usados hoje para realizar crimes virtuais, no futuro, eles poderão estar no mesmo nível de outros dispositivos conectados – o que pode colocar os animais em perigo. O sequestro de cães, por exemplo, é uma ameaça real. As estatísticas do Reino Unido mostram que 60 cães são roubados por semana, e esse número aumentou quase 24% nos últimos três anos.

A Kaspersky Lab já informou os fornecedores sobre todas as vulnerabilidades encontradas e muitas já foram corrigidas.

Leia mais: 
Tags e vídeos automáticos: Google Fotos lança novas funcionalidades para pets
Dicas profissionais para capturar os melhores cliques dos animais de estimação

Por falar em pet, confira uma galeria com os animais mais populares e fofos da internet:

 
 
<
>

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cuidado! Rastreadores de pets podem colocar a segurança dos animais em risco

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

20/06/2018 | 11:48


Atualmente, até os animais começam a usar dispositivos digitais conectados à rede. Por isso, os pesquisadores da Kaspersky Lab analisaram vários rastreadores de pets populares para verificar se os bichinhos estão a salvo de ameaças virtuais. O resultado? Eles descobriram vulnerabilidades que permitem aos cibercriminosos invadir, descobrir e substituir as coordenadas de localização do animal e do dono — e até roubar dados pessoais sigilosos.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Os donos de animais usam rastreadores para monitorar a segurança de seus pets e rastrear os lugares onde eles vão sozinhos. Quando outra pessoa intercepta essas coordenadas, ela pode localizar o animal em qualquer momento específico, descobrir detalhes sobre seus passeios diários e, em última instância, obter informações suficientes sobre os movimentos do pet para raptá-lo.

Ameaça para os pets

Os pesquisadores da Kaspersky Lab descobriram as seguintes vulnerabilidades em rastreadores de pets conhecidos de várias marcas:
– Funcionalidades de Bluetooth que não exigem autenticação para a conexão;
– Rastreadores e aplicativos que transmitem dados sigilosos, como nome, e-mail e a localização do proprietário;
– Não verificação dos certificados de servidores ao estabelecer conexões HTTPS, o que possibilita ataques “man-in-the-middle” (em que o tráfego do Wi-Fi é interceptado);
– Possibilidade de armazenar tokens de autorização e coordenadas no dispositivo, sem criptografia;
– Instalação de firmware falso;
– Podem ser enviados comandos para os rastreadores sem verificar a ID do usuário. Dessa forma, qualquer pessoa pode enviá-los, não apenas o proprietário.

Essas constatações mostram que, mesmo que os rastreadores de pets não sejam muito usados hoje para realizar crimes virtuais, no futuro, eles poderão estar no mesmo nível de outros dispositivos conectados – o que pode colocar os animais em perigo. O sequestro de cães, por exemplo, é uma ameaça real. As estatísticas do Reino Unido mostram que 60 cães são roubados por semana, e esse número aumentou quase 24% nos últimos três anos.

A Kaspersky Lab já informou os fornecedores sobre todas as vulnerabilidades encontradas e muitas já foram corrigidas.

Leia mais: 
Tags e vídeos automáticos: Google Fotos lança novas funcionalidades para pets
Dicas profissionais para capturar os melhores cliques dos animais de estimação

Por falar em pet, confira uma galeria com os animais mais populares e fofos da internet:

 
 
<
>

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;