Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Gustavo Borges diz que seu filho foi 1ª medalha


Do Diário do Grande ABC

30/07/1999 | 16:00


Gustavo Borges, a principal estrela da nataçao brasileira, confirmou, hoje que veio aos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg disposto a tentar ganhar medalha em todas as provas que nadar, cinco ou seis.

Gustavo veio de Dakota do Norte, nos Estados Unidos, onde ficou, juntamente com os demais integrantes da equipe brasileira, formada por 29 nadadores, durante os últimos cinco dias da concentraçao de duas semanas. "Minha primeira medalha eu já ganhei este ano, que é o meu filho", disse o nadador referindo-se ao bebê Luiz Gustavo, que nasceu em 21 de maio.

"Em toda a competiçao ninguém gosta de perder, eu estou consciente do trabalho que fiz e disposto a entrar para disputar medalhas em todas as provas." Gustavo, que fez toda a preparaçao para o Pan em Jacksonville, chegou a Winnipeg nesta sexta-feira, de carro, com o supervisor técnico da delegaçao, Ricardo Moura. Decidiu antecipar sua vinda para poder treinar na piscina Pan-Americana dois dias antes do início do torneio de nataçao dos jogos.

Gustavo disse que está feliz com o bom momento de sua vida, adorando ser pai e que teve da esposa, também nadadora, Bárbara Franco, um grande apoio. "Nós até dormimos em quarto separado para eu descansar enquanto ela cuidava do bebê", disse, garantindo que sabe trocar fraudas.

O velocista vai nadar as provas dos 50, 100 e 200 metros e os revezamentos 4x100 e 4x200 metros, sempre no estilo livre. A escolha do nadador que vai integrar o revezamento 4x100 m, medley, será entre Gustavo e Fernando Scherer, o Xuxa. "Quem estiver melhor, nada." Gustavo poderá bater o recorde de mais medalhas ganhas em um Pan, que é do mesatenista Claudio Kano - com 12. "Eu tenho dez, mas ainda preciso ganhar três", disse Gustavo, que veio ao Canadá acompanhado do técnico norte-americano Joseph Goeken, com quem está trabalhando há quase um ano. "Ele é o meu treinador para Sydney", explicou Gustavo, que passou a incorporar algumas técnicas do treinamento do atletismo para melhorar a batida de pernas.

O nadador concordou em atender a imprensa, mas a partir de entao disse que estará totalmente concentrado nas provas. O presidente da Confederaçao Brasileira de Desportos Aquáticos, Coaracy Nunes, propôs um acordo. "A imprensa é tudo para nós, mas ele vai nadar cinco ou seis provas, precisa manter a concentraçao e agora só vai falar após os 200 metros."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;