Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Loja vai encobrir casarão de Herbert Richers em Ribeirão


Ademir Médici e Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

03/09/2005 | 09:56


Ribeirão Pires começa a esconder um de seus bens histórico-culturais mais importantes: o casarão da Pastoril, construção da década de 30 onde residiu o cineasta Herbert Richers, que se consagrou nas versões e dublagens dos filmes exibidos desde o início da televisão brasileira, nos anos 50. Na propriedade será construída uma nova unidade da rede Lojas Cem, o que prejudicará a visibilidade do casarão, que terá o seu entorno prejudicado. As obras de fundação do terreno foram iniciadas quinta-feira e estão sendo feitas pela Estatec, empresa com sede em São Carlos, no interior Paulista. Sexta-feira, apenas três funcionários trabalhavam no local. O supervisor geral da rede de lojas, Valdemir Colleone, foi procurado ao longo do dia pela reportagem para falar a respeito do empreendimento na cidade mas não retornou as ligações.

As primeiras informações eram as de que o casarão seria demolido. Sexta-feira, a Prefeitura de Ribeirão Pires informou que o casarão será mantido e que na frente dele, junto à rua João Domingues de Oliveira (antiga rua Bonsucesso), é que a loja será erguida. A Prefeitura garantiu também que a vegetação local não será afetada – dois ou três pinheiros foram sacrificados, segundo as informações oficiais.

O casarão da Pastoril não está tombado, mas num processo da Prefeitura (6994/2003) estuda-se o tombamento. Para efeitos legais, a simples abertura de um processo garante a preservação do bem em questão, que não pode ser mexido antes de uma decisão final. A unidade da Lojas Cem de Ribeirão Pires deverá ser inaugurada em dezembro deste ano.

Processos – A Prefeitura desmentiu rumores de que o prefeito Clóvis Volpi havia revogado as decisões do antigo Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico de Ribeirão Pires, que havia relacionado, para tombamento, vários bens, dentre eles o casarão de Herbert Richers. Caso houvesse a revogação, os proprietários destes bens teriam caminho livre para demoli-los, sem qualquer pena.

Todos os imóveis ganharam processos de tombamento no governo anterior da prefeita Maria Inês Soares (PT). Quando a prefeita assumiu pela primeira vez a Prefeitura de Ribeirão Pires, em 1997, todos os bens tombados de Ribeirão Pires foram desqualificados como tal pela nova administração, sob a alegação de terem sido encontradas falhas nos decretos de tombamento dos prefeitos anteriores.

Cinema – No casarão de Herbert Richers foi rodado, nos anos 60, um filme estrelado pela troupe da "Família Trapo", seriado famoso da TV Record, com Jô Soares, Zeloni e Renata Fronze.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;