Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bush reafirma que não há mais negociações com Talibã


Do Diário OnLine

30/09/2001 | 15:50


O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, voltou a afirmar neste domingo que não vai mais negociar com o regime Talibã e fez um apelo para que a milícia religiosa entregue o terrorista Osama Bin Laden, apontado como principal suspeito de ter organizado os atentados do dia 11.

Neste domingo, o embaixador no Paquistão do regime Talibã, que controla 90% do território do Afaganistão, admitiu que Bin Laden está escondido naquele país e que está sendo protegido pelo grupo. A Casa Branca apela para que os talibãs entreguem o terrorista, para evitar ações militares contra aquele país. A milícia, por sua vez, nega expulsar Osama de seu território.

O chefe de gabinete da Casa Branca, Andrew Card, garantiu que o Talibã não continuará no poder caso fiquem comprovadas suas ligações com o terrorismo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bush reafirma que não há mais negociações com Talibã

Do Diário OnLine

30/09/2001 | 15:50


O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, voltou a afirmar neste domingo que não vai mais negociar com o regime Talibã e fez um apelo para que a milícia religiosa entregue o terrorista Osama Bin Laden, apontado como principal suspeito de ter organizado os atentados do dia 11.

Neste domingo, o embaixador no Paquistão do regime Talibã, que controla 90% do território do Afaganistão, admitiu que Bin Laden está escondido naquele país e que está sendo protegido pelo grupo. A Casa Branca apela para que os talibãs entreguem o terrorista, para evitar ações militares contra aquele país. A milícia, por sua vez, nega expulsar Osama de seu território.

O chefe de gabinete da Casa Branca, Andrew Card, garantiu que o Talibã não continuará no poder caso fiquem comprovadas suas ligações com o terrorismo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;