Fechar
Publicidade

Sábado, 10 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Disposição para praticar atividade física é elogiada por treinador


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

28/04/2014 | 07:00


Nos dias em que treina na piscina do Estádio Lauro Gomes, Dona Cosma é supervisionada pelo professor de Educação Física Ricardo Olivo Cosmo, 36 anos. Pós-graduado em Fisiologia pela Unifesp (Universidade Paulista de Medicina), o profissional elogia o bom humor que a idosa apresenta no cotidiano.

“Nunca vi ela brava, ou cabisbaixa. Por mais problemas que tenha fora do âmbito esportivo, ela é de bem com a vida”, afirma.

Olivo revela que as outras frequentadoras da piscina – mais novas – se espelham em Dona Cosma. “(As outras nadadoras a veem com) Pura admiração e respeito. Ela é a mais velha da turma, então as outras a admiram pela disposição”, diz.

Além do bom humor, o que difere Dona Cosma de outras senhoras é o nível de competição. Para o treinador, a paraense sabe passar por cima de suas próprias dificuldades.

“Ela treina numa raia com pessoas dez anos mais novas e, às vezes, faz ultrapassagens. Ela compete até em águas abertas, mas, teoricamente, não deveria. No mar é sempre mais frio que a piscina, que está sempre quente, mas ela se supera”, comenta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Disposição para praticar atividade física é elogiada por treinador

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

28/04/2014 | 07:00


Nos dias em que treina na piscina do Estádio Lauro Gomes, Dona Cosma é supervisionada pelo professor de Educação Física Ricardo Olivo Cosmo, 36 anos. Pós-graduado em Fisiologia pela Unifesp (Universidade Paulista de Medicina), o profissional elogia o bom humor que a idosa apresenta no cotidiano.

“Nunca vi ela brava, ou cabisbaixa. Por mais problemas que tenha fora do âmbito esportivo, ela é de bem com a vida”, afirma.

Olivo revela que as outras frequentadoras da piscina – mais novas – se espelham em Dona Cosma. “(As outras nadadoras a veem com) Pura admiração e respeito. Ela é a mais velha da turma, então as outras a admiram pela disposição”, diz.

Além do bom humor, o que difere Dona Cosma de outras senhoras é o nível de competição. Para o treinador, a paraense sabe passar por cima de suas próprias dificuldades.

“Ela treina numa raia com pessoas dez anos mais novas e, às vezes, faz ultrapassagens. Ela compete até em águas abertas, mas, teoricamente, não deveria. No mar é sempre mais frio que a piscina, que está sempre quente, mas ela se supera”, comenta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;