Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Nando Reis e Ana Vilela cantam em homenagem aos profissionais de saúde



27/11/2020 | 18:46


Desde o começo da pandemia de covid- 19, médicos, enfermeiros, auxiliares, fisioterapeutas e outros profissionais que trabalham em hospitais e centros de saúde têm sido - justamente - homenageados pelo esforço em salvar as vidas daqueles que são infectados pela doença. Algumas dessas deferências vieram em forma de aplausos coletivos, mensagens de pacientes e familiares, projeções em prédios, entrega de flores. Outras, vieram em forma de música.

A mais nova delas é Laços, que junta pela primeira vez o cantor e compositor Nando Reis com a cantora Ana Vilela, uma das revelações da nova geração. A letra fala em Quem cuida com carinho de outra pessoa/ Se importa com alguém que nem conheceria/ Quem abre o coração e ama de verdade/ Se doa simplesmente por humanidade numa clara referência à missão que cabe aos trabalhadores da saúde. A gravação estará disponível nas plataformas digitais a partir desta sexta-feira, 27 de novembro.

A composição é assinada por Gabriel Moura, coautor de hits como Mina do Condomínio e Burguesinha - sucessos na voz de Seu Jorge - que a fez após uma mensagem que recebeu do produtor Afonso Carvalho, da Musickeria, há cerca de um mês, explicando a campanha. "Foi instantâneo pensar na letra da canção e na melodia. Baixou como um download. É o tipo da coisa que podemos chamar de inspiração: uma hora e 40 minutos depois (da mensagem), eu mandei para ele a canção pronta e gravada em voz e violão", conta Moura.

O autor conta que pensou no dia a dia dos hospitais desde que a pandemia começou - cenas que ficaram marcadas tanto por revelarem o sofrimento e a gravidade da doença quanto pela felicidade dos curados. "Uma série de imagens passaram pela minha cabeça: as pessoas saindo de internações e sendo aplaudidas pelos profissionais da saúde, imagens que eu assisti na internet de completa exaustão desses profissionais encarando o front da guerra contra o vírus, muitas vezes em condições insalubres, em hospitais públicos pelo Brasil sem a estrutura adequada", diz.

Nando Reis diz que a categoria é merecedora de todas as homenagens e da admiração da sociedade. "Fico lisonjeado por ter sido convidado para dar voz a um sentimento que se não é coletivo é pelo menos das pessoas sensíveis. Eles trabalharam incessantemente e merecem ser saudados", diz o cantor ao Estado. "Não custa lembrar que essa pandemia foi minimizada, camuflada e desdenhada irresponsavelmente pelo presidente (Jair Bolsonaro). Então, homenagear esses profissionais é justamente dar voz à sensatez, à saúde, à saúde mental e, humildemente, agradecer aqueles que sofreram e se arriscaram nessa situação difícil", completa.

Reis é consciente do papel que os artistas têm durante a pandemia em levar conteúdo para as redes, com lives e conteúdos, em um momento em que as pessoas estão inseguras com a mudança repentina da rotina e com o medo da doença. "Essa pandemia caiu de forma dramática nas nossas vidas. O lugar da arte é entrar na vida das pessoas em momentos em que todas as inquietações ficam mobilizadas, quando você percebe que não há respostas. A arte, então, é o veículo condutor da ressignificação perpétua", diz.

A cantora Ana Vilela, autoria da canção Trem Bala, que virou uma espécie de hino de motivação, diz que os profissionais de saúde são "heróis desse momento tão difícil" e espera que a gravação chegue como uma forma carinhosa para eles. "Quero que eles recebam essa música como o abraço que a gente não pode dar em cada um. Essas pessoas arriscam suas vidas, ficam longe das famílias, viram noites salvando outras vidas e acho muito necessário que a gente reconheça e agradeça a cada um deles por essa entrega", diz.

Clique aqui

Outros artistas já haviam homenageado os trabalhadores da saúde anteriormente. Aqui no Brasil, o grupo Detonautas lançou o clipe de Fica Bem, que contou com a participação de policiais, bombeiros, enfermeiros, médicos e outros profissionais que não puderam parar de sair às ruas para exercer sua profissão. O cantor Alex Fava dedicou o clipe Sem Você, que fala sobre perda, a luta dos médicos em salvar vidas. O historiador Leandro Karnal participa da homenagem.

Em março, o líder do U2, Bono Vox, lançou uma canção inspirada na dedicação dos médicos e enfermeiros italianos no combate à pandemia - aquela altura, a Itália passava por um período crítico com alto número de contaminados e mortes diárias - e aos moradores do país que saíram às janelas e varandas para cantar e tocar instrumento com o intuito de amenizar a dor trazida pela doença. A música, divulgada pelo Instagram do cantor, recebeu o título de Let Your Love Be Know, algo como Deixe seu Amor Ser Conhecido, em livre tradução.

Clique aqui

O ator americano Adam Sandler também deu sua contribuição. Em abril, ele mostrou no programa do apresentador Jimmy Fallon na TV americana, o The Tonight Show, uma canção que fez com o parceiro Dan Bulla em que ressalta a importância de médicos e enfermeiros na batalha contra a covid-19. "(Eles) vão nos salvar dessa bagunça se nós dermos a eles os suprimentos de que precisam", diz a letra, ao pedir a colaboração de todos com os cuidados de higiene e distanciamento. A música termina de forma bem humorada - uma característica dos trabalhos do ator: "nós amamos vocês médicos e enfermeiros, vocês estão salvando vidas todo dia / Achem uma cura para essa m... porque eu quero muito muito mesmo abraçar o meu carteiro".

Clique aqui



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nando Reis e Ana Vilela cantam em homenagem aos profissionais de saúde


27/11/2020 | 18:46


Desde o começo da pandemia de covid- 19, médicos, enfermeiros, auxiliares, fisioterapeutas e outros profissionais que trabalham em hospitais e centros de saúde têm sido - justamente - homenageados pelo esforço em salvar as vidas daqueles que são infectados pela doença. Algumas dessas deferências vieram em forma de aplausos coletivos, mensagens de pacientes e familiares, projeções em prédios, entrega de flores. Outras, vieram em forma de música.

A mais nova delas é Laços, que junta pela primeira vez o cantor e compositor Nando Reis com a cantora Ana Vilela, uma das revelações da nova geração. A letra fala em Quem cuida com carinho de outra pessoa/ Se importa com alguém que nem conheceria/ Quem abre o coração e ama de verdade/ Se doa simplesmente por humanidade numa clara referência à missão que cabe aos trabalhadores da saúde. A gravação estará disponível nas plataformas digitais a partir desta sexta-feira, 27 de novembro.

A composição é assinada por Gabriel Moura, coautor de hits como Mina do Condomínio e Burguesinha - sucessos na voz de Seu Jorge - que a fez após uma mensagem que recebeu do produtor Afonso Carvalho, da Musickeria, há cerca de um mês, explicando a campanha. "Foi instantâneo pensar na letra da canção e na melodia. Baixou como um download. É o tipo da coisa que podemos chamar de inspiração: uma hora e 40 minutos depois (da mensagem), eu mandei para ele a canção pronta e gravada em voz e violão", conta Moura.

O autor conta que pensou no dia a dia dos hospitais desde que a pandemia começou - cenas que ficaram marcadas tanto por revelarem o sofrimento e a gravidade da doença quanto pela felicidade dos curados. "Uma série de imagens passaram pela minha cabeça: as pessoas saindo de internações e sendo aplaudidas pelos profissionais da saúde, imagens que eu assisti na internet de completa exaustão desses profissionais encarando o front da guerra contra o vírus, muitas vezes em condições insalubres, em hospitais públicos pelo Brasil sem a estrutura adequada", diz.

Nando Reis diz que a categoria é merecedora de todas as homenagens e da admiração da sociedade. "Fico lisonjeado por ter sido convidado para dar voz a um sentimento que se não é coletivo é pelo menos das pessoas sensíveis. Eles trabalharam incessantemente e merecem ser saudados", diz o cantor ao Estado. "Não custa lembrar que essa pandemia foi minimizada, camuflada e desdenhada irresponsavelmente pelo presidente (Jair Bolsonaro). Então, homenagear esses profissionais é justamente dar voz à sensatez, à saúde, à saúde mental e, humildemente, agradecer aqueles que sofreram e se arriscaram nessa situação difícil", completa.

Reis é consciente do papel que os artistas têm durante a pandemia em levar conteúdo para as redes, com lives e conteúdos, em um momento em que as pessoas estão inseguras com a mudança repentina da rotina e com o medo da doença. "Essa pandemia caiu de forma dramática nas nossas vidas. O lugar da arte é entrar na vida das pessoas em momentos em que todas as inquietações ficam mobilizadas, quando você percebe que não há respostas. A arte, então, é o veículo condutor da ressignificação perpétua", diz.

A cantora Ana Vilela, autoria da canção Trem Bala, que virou uma espécie de hino de motivação, diz que os profissionais de saúde são "heróis desse momento tão difícil" e espera que a gravação chegue como uma forma carinhosa para eles. "Quero que eles recebam essa música como o abraço que a gente não pode dar em cada um. Essas pessoas arriscam suas vidas, ficam longe das famílias, viram noites salvando outras vidas e acho muito necessário que a gente reconheça e agradeça a cada um deles por essa entrega", diz.

Clique aqui

Outros artistas já haviam homenageado os trabalhadores da saúde anteriormente. Aqui no Brasil, o grupo Detonautas lançou o clipe de Fica Bem, que contou com a participação de policiais, bombeiros, enfermeiros, médicos e outros profissionais que não puderam parar de sair às ruas para exercer sua profissão. O cantor Alex Fava dedicou o clipe Sem Você, que fala sobre perda, a luta dos médicos em salvar vidas. O historiador Leandro Karnal participa da homenagem.

Em março, o líder do U2, Bono Vox, lançou uma canção inspirada na dedicação dos médicos e enfermeiros italianos no combate à pandemia - aquela altura, a Itália passava por um período crítico com alto número de contaminados e mortes diárias - e aos moradores do país que saíram às janelas e varandas para cantar e tocar instrumento com o intuito de amenizar a dor trazida pela doença. A música, divulgada pelo Instagram do cantor, recebeu o título de Let Your Love Be Know, algo como Deixe seu Amor Ser Conhecido, em livre tradução.

Clique aqui

O ator americano Adam Sandler também deu sua contribuição. Em abril, ele mostrou no programa do apresentador Jimmy Fallon na TV americana, o The Tonight Show, uma canção que fez com o parceiro Dan Bulla em que ressalta a importância de médicos e enfermeiros na batalha contra a covid-19. "(Eles) vão nos salvar dessa bagunça se nós dermos a eles os suprimentos de que precisam", diz a letra, ao pedir a colaboração de todos com os cuidados de higiene e distanciamento. A música termina de forma bem humorada - uma característica dos trabalhos do ator: "nós amamos vocês médicos e enfermeiros, vocês estão salvando vidas todo dia / Achem uma cura para essa m... porque eu quero muito muito mesmo abraçar o meu carteiro".

Clique aqui

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;