Fechar
Publicidade

Domingo, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

No terminal de ônibus de Diadema, escadas rolantes são problema

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Há pelo menos uma semana, moradores reclamam de itens parados; EMTU diz que manutenção será concluída apenas no mês de julho


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

25/05/2019 | 07:07


Usuários do Terminal Metropolitano Diadema, no Centro, reclamam, há cerca de uma semana, das constantes falhas nas escadas rolantes do local. As interdições prejudicam principalmente idosos e pessoas com mobilidade reduzida.

Segundo trabalhadores do local, há uma semana, “sempre tem uma escada rolante totalmente parada”. A principal dificuldade é observada nos horários de pico. “Eles (EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) sinalizam sobre a manutenção, mas isso atrapalha muito”, comenta um funcionário, sob condição de anonimato. 

Para o aposentado Elísio Eugênio, 57 anos, que é deficiente físico – devido fratura no tornozelo direito – e precisa frequentar o terminal de ônibus pelo menos duas vezes por semana para ir a tratamentos agendados, a escada rolante é essencial. “Tenho dificuldade para andar e sinto muita falta quando uma escada rolante está parada. É nosso suporte e acabo caminhando mais até a plataforma”, comenta. 

Josefa Arlete, 56, desempregada, ressalta que sempre tem pelo menos uma escada rolante parada na estação de ônibus e é “frequente isso acontecer”. “Passo frequentemente pelo terminal para acompanhar meu pai em consultas médicas e sempre vejo esse cenário”, destaca. 

A EMTU esclareceu, por meio de nota, que a única escada rolante que não está funcionando no momento é a que dá acesso à plataforma B, que passa por manutenção e modernização. A empresa pontuou ainda que “o serviço, de responsabilidade da concessionária Metra, inclui desmontagem, lubrificação e troca de peças, com previsão de término para julho”. A escada para chegar às plataformas C e D já foi modernizada e o elevador, localizado no piso térreo, está funcionando normalmente, conforme a EMTU. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

No terminal de ônibus de Diadema, escadas rolantes são problema

Há pelo menos uma semana, moradores reclamam de itens parados; EMTU diz que manutenção será concluída apenas no mês de julho

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

25/05/2019 | 07:07


Usuários do Terminal Metropolitano Diadema, no Centro, reclamam, há cerca de uma semana, das constantes falhas nas escadas rolantes do local. As interdições prejudicam principalmente idosos e pessoas com mobilidade reduzida.

Segundo trabalhadores do local, há uma semana, “sempre tem uma escada rolante totalmente parada”. A principal dificuldade é observada nos horários de pico. “Eles (EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) sinalizam sobre a manutenção, mas isso atrapalha muito”, comenta um funcionário, sob condição de anonimato. 

Para o aposentado Elísio Eugênio, 57 anos, que é deficiente físico – devido fratura no tornozelo direito – e precisa frequentar o terminal de ônibus pelo menos duas vezes por semana para ir a tratamentos agendados, a escada rolante é essencial. “Tenho dificuldade para andar e sinto muita falta quando uma escada rolante está parada. É nosso suporte e acabo caminhando mais até a plataforma”, comenta. 

Josefa Arlete, 56, desempregada, ressalta que sempre tem pelo menos uma escada rolante parada na estação de ônibus e é “frequente isso acontecer”. “Passo frequentemente pelo terminal para acompanhar meu pai em consultas médicas e sempre vejo esse cenário”, destaca. 

A EMTU esclareceu, por meio de nota, que a única escada rolante que não está funcionando no momento é a que dá acesso à plataforma B, que passa por manutenção e modernização. A empresa pontuou ainda que “o serviço, de responsabilidade da concessionária Metra, inclui desmontagem, lubrificação e troca de peças, com previsão de término para julho”. A escada para chegar às plataformas C e D já foi modernizada e o elevador, localizado no piso térreo, está funcionando normalmente, conforme a EMTU. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;