Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Orlando Morando é reconduzido à presidência da CPI da Telefonia, que terá investigação ampliada

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Serviços de ligação fixa e internet estão no foco de grupo na Assembleia


Da Redação

04/06/2015 | 07:00


O deputado estadual Orlando Morando (PSDB) foi reeleito ontem presidente da CPI da Telefonia Móvel na Assembleia Legislativa, que investiga os serviços prestados pelas operadoras de celular no Estado.

A extensão da apuração fez com que aumentasse também o foco do grupo: agora estão na mira empresas de telefonia fixa, móvel, internet e televisão por assinatura.

“Devido às inúmeras reclamações da população em relação aos serviços da telefonia fixa, internet e televisão por assinatura, ampliamos o nosso leque de investigações”, afirmou Morando. “O nosso dever é buscar soluções para a população do Estado de São Paulo. Vamos investigar a fundo a qualidade dos serviços de telecomunicações e exigir a melhoria do atendimento”, adicionou o tucano.

Morando foi autor do requerimento para instalação da CPI e foi eleito presidente da comissão em dezembro, com prazo de trabalho de 120 dias, prorrogáveis por igual período. O deputado estadual Roberto Morais (PPS) segue na vice-presidência do bloco.

Entre as sanções máximas está a possibilidade de indiciamento criminal do investigado, caso haja elementos comprobatórios de ilegalidade. Também é aberta a chance de quebra de sigilos fiscal e bancário de envolvidos – algo que Morando já adiantou que dificilmente acontecerá nos trabalhos.

Diretores da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), do Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) e do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) já tinham sido ouvidos pelos deputados na primeira etapa da CPI da Telefonia Móvel.

A atuação da comissão acontece todas as quartas-feiras, a partir das 14h30. Na próxima semana está na pauta apreciação de requerimentos de convocação de presidente das operadoras de telefonia móvel, telefonia fixa e internet.

Além de Morando e Morais, são integrantes da CPI os deputados Luiz Fernando Machado (PSDB), Alencar Santana (PT), Rogério Nogueira (DEM), Ed Thomas (PSB), Chico Sardelli (PV), André do Prado (PR) e Delegado Olim (PP).

“Em 2013, as líderes de queixa, segundo o Procon, eram empresas de telefonia, à frente dos bancos. Em contrapartida, elas oferecem o serviço mais caro de ligação do mundo. É uma ponta que não fecha”, justificou Morando, ao defender a instalação da CPI da Telefonia Móvel.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;