Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Governo de SP pede que municípios sigam PEI após suspensão de vacinação

André Henriques/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


26/07/2021 | 11:00


Após a Prefeitura de São Paulo suspender o inicio da vacinação de pessoas de 28 anos, de acordo com o prefeito Ricardo Nunes (MDB), devido a uma má interpretação da gestão municipal sobre o cronograma de entrega do governo do Estado, a coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula, pediu alinhamento entre os municípios junto ao PEI e alertou sobre o risco de se a antecipar o calendário de vacinação proposto pelo Estado. Apesar do descompasso, a coordenadora garantiu que a suspensão de entradas de novas faixas etárias ao cronograma não interfere na previsão de aplicação de segunda dose da vacina.

A vacinação de pessoas com 28 anos na capital paulista estava planejada para começar na próxima quinta-feira (29), mas teve que ser suspensa por falta de doses. "Toda vez que qualquer município faz uma antecipação de doses, tem sempre um certo risco", alertou Regiane. "O que a gente solicita aos municípios, que quando eles começam uma vacinação, que eles trabalhem conosco no nosso calendário", pediu.

A coordenadora descartou a possibilidade de que a antecipação de vacinação colocou em risco a aplicação da segunda dose da vacina. "Quando nós enviamos doses, nós enviamos a primeira dose para os grupos que nós estamos abrindo, baseado na população IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) daquele município, e enviamos também a segunda dose. Então, em nenhum momento, nós paramos de fazer a segunda dose".

Regiane relembra que, além da distribuição da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac, o Programa Nacional de Imunização (PNI) conta com a vacina da Pfizer. "Sabemos que o Ministério da Saúde tem recebido todos os dias, desde o dia 21, cargas de vacinas da Pfizer", afirma. A coordenadora, então, faz um apelo pela entrega dos imunizantes de forma urgente e rápida para acelerar a vacinação tanto no Estado de São Paulo quanto no Brasil.

Entrega de vacinas

Na manhã desta segunda-feira, 26, o Instituto Butantan realizou a entrega de mais 1.5 milhão de doses da vacina da Coronavac contra a covid-19 ao PNI. Com o novo lote, as vacinas já enviadas à Saúde somam 60.100 milhões. A entrega foi feita pelo secretário estadual de saúde, Jean Carlo Gorinchteyn. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), não compareceu, pois continua em isolamento devido à reinfecção pela covid-19. O vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB) também não estava presente, pois foi tomar, nesta manhã, a segunda dose da vacina contra a covid-19, em São José do Rio Preto, no interior paulista.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;