Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sto.André traça meta para Saúde da Família

Ricardo Trida/PMSA Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura planeja alcançar 85% de cobertura em 2020; atualmente, índice chega a 25%


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

09/06/2017 | 07:00


Com apenas 25% de cobertura do PSF (Programa Saúde da Família) em Santo André, a Prefeitura tem como meta a ampliação para 85% até 2020. O anúncio foi feito ontem pelo prefeito Paulo Serra (PSDB), durante a abertura do Primeiro Encontro de Interação com os agentes comunitários de Saúde (296, no total), realizado em parceria com a Fundação do ABC, na Faculdade de Medicina do ABC.

O município conta com 165,6 mil pessoas assistidas, o que corresponde a aproximadamente 41,4 mil famílias. As responsáveis pelos atendimentos são 50 equipes de Estratégia Saúde da Família e duas equipes de Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde.

A projeção da administração é que, até o fim do ano, a cobertura chegue a 35%. Uma das UBSs (Unidades Básicas de Saúde) que já está com a expansão em planejamento é a da Vila Guiomar. “Vamos levar o Ambulatório de Moléstias Infecciosas, que funciona lá (Vila Guiomar), para a UBS Centro (a ideia é que passe a funcionar no prédio que abrigava a UPA Centro, na Rua Coronel Agenor de Camargo) e conseguiremos um espaço vago na UBS Vila Guiomar para ampliar de uma para sete as equipes da Estratégia de Saúde da Família”, explicou a secretária de Saúde, Ana Paula Peña Dias. Para o próximo ano, o plano é que a cobertura atinja 50%, passando a 70% em 2019 e, finalmente, a 85% em 2020.

Durante o anúncio, o prefeito ressaltou que, além da ampliação do quadro de colaboradores, será feito trabalho de valorização dos agentes comunitários. “Já estamos implantando melhorias para a categoria, como a entrega de novos uniformes, e discutimos atualmente questões salariais com o sindicato. Precisamos valorizar os agentes comunitários em nosso município, pois contamos com o trabalho e o empenho desses profissionais para que a Saúde na cidade volte ao patamar do qual nunca deveria ter saído.”

DEMAIS CIDADES

Reportagem publicada pelo Diário em 8 de maio mostrou que o PSF atende a cerca de 1,2 milhão de pessoas no Grande ABC. Diadema atinge cobertura de 67,06%, seguida por São Bernardo (60%), Mauá (57,14%), São Caetano (54,97%), Ribeirão Pires (30,17%) e Rio Grande da Serra (7,66%).

Na ocasião da publicação da matéria, a Prefeitura são-bernardense declarou que planeja chegar a 80% de cobertura em até dois anos. Mauá afirmou que mudanças nas equipes ou no programa estão em estudos de viabilidade, Ribeirão Pires não se posicionou sobre o assunto, enquanto as demais cidades não informaram.

A professora de Saúde Coletiva da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC) Vânia Barbosa do Nascimento salientou a importância da busca pela cobertura de 100%. “Com o programa, as pessoas não ficam batendo em todos os serviços atrás de atendimento, pois tem equipe em quem confia, que vai avaliar o caso e encaminhar para o local correto. Isso diminui o atendimento no pronto-socorro e as internações, pois 70% dos problemas de Saúde podem ser resolvidos na Atenção Básica.”  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;