Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Apoio de Fabio Picarelli a Aidan racha DEM em Santo André

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Candidatos a vereador querem seguir advogado; direção busca Paulinho


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

05/08/2016 | 07:00


O anúncio de saída da corrida eleitoral de Santo André do ex-presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Santo André Fabio Picarelli (DEM) para apoiar o candidato do PSB ao Paço, ex-prefeito Aidan Ravin, externou racha nos democratas andreenses. Maioria do grupo de candidatos a vereador defende seguir o caminho trilhado por Picarelli, enquanto a direção municipal vê com simpatia o projeto liderado pelo ex-secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos Paulinho Serra (PSDB).

Horas depois de Picarelli colocar em redes sociais sua decisão de aderir à campanha de Aidan, o bloco de postulantes ao Legislativo se reuniu e disse à cúpula do DEM que tinha intenção de também apoiar o socialista. O motivo seria que, na coalizão do prefeiturável do PSB, há mais possibilidade de eleger representante à Casa – hoje o partido tem Evilásio Santana, o Bahia, mas sonha em emplacar dois nomes noParlamento. O martelo tem de ser batido hoje, último dia das convenções.

Picarelli alegou que o apoio a Aidan se deu após conversa com o cacique estadual do DEM e secretário paulista de Habitação, Rodrigo Garcia. “Infelizmente outras pré-candidaturas estavam mais competitivas que a minha. Dentro desse cenário, avaliamos que a do doutor Aidan era a que melhor representa o antipetismo. Ele tem melhores condições de vencer o PT. Até porque nunca foi secretário lá”, disse o democrata, em clara referência a Paulinho e a Raimundo Salles (PPS), ex-secretários de Mobilidade e de Cultura, respectivamente, do governo de Carlos Grana (PT).

Um dos coordenadores da campanha de Paulinho Serra, o vereador Donizeti Pereira (PV) criticou a postura de Picarelli. “Ele preferiu voltar ao passado, regrediu. Em 2012, o Fabio (pela OAB) compôs aliança que apoiou o PT. Promoveu, inclusive, ato (anticorrupção, realizado na entidade, na época do escândalo do Semasa) e atacou o governo Aidan. Lamento a decisão, pois a candidatura dele ou abertura de espaço para outras frentes políticas seria interessante.
(Colaborou Fábio Martins) 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;