Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

MPE de Minas entra com ação contra acusados de ‘mesalão’


Das Agências

24/09/2007 | 07:16


O MPE (Ministério Público Estadual) de Minas Gerais entrará com ação judicial contra os acusados no caso do mensalão mineiro para cobrar ressarcimento aos cofres públicos.

Nos últimos dias, promotores de Defesa do Patrimônio Público debruçaram-se sobre o relatório final do inquérito da PF (Polícia Federal) sobre o esquema, considerado o embrião do escândalo do mensalão no primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A expectativa é concluir uma investigação iniciada em 2005 sobre supostos desvios de recursos de estatais mineiras para alimentar o caixa dois da campanha de 1998 do então governador Eduardo Azeredo (PSDB), que não se reelegeu e hoje é senador.

O esquema teria arrecadado mais de R$ 100 milhões entre desvios de estatais e empréstimos de fachada feitos pelo empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, também acusado de ser operador do mensalão petista. “Está claro que houve dano ao erário, desvio de dinheiro público em benefício de um grupo", afirmou o promotor João Medeiros.

Ele considera que é flagrante a responsabilidade de dirigentes das estatais que tiveram participação na liberação dos recursos por meio de cotas de patrocínio de eventos esportivos exorbitantes.

A identificação dos “responsáveis solidários”, segundo ele, pode levar ao indiciamento dos candidatos majoritários naquela eleição, dos coordenadores da campanha e operadores do esquema.

Os promotores apuram a participação de Azeredo, de Valério, do então vice-governador Walfrido Mares Guia - atual chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República -, e do candidato a vice-governador na chapa do tucano Clésio Andrade, entre outros. O procurador-geral da República,

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, também prepara a denúncia, que promete entregar até o fim do mês ao STF (Supremo Tribunal Federal). Azeredo, que a PF considera o principal beneficiário do esquema, deve encabeçar a lista do pedido de abertura de processo pena.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;