Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PSDB arquiva ação contra Maranhão

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Partido enterra processo para expulsar prefeito
de Rio Grande por voto e apoio a Dilma em 2014


Caio dos Reis
Especial para o Diário

08/08/2015 | 07:00


Ameaçado de expulsão do PSDB desde outubro de 2014, quando preteriu o então presidenciável Aécio Neves (PSDB) e declarou apoio e voto à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) na corrida presidencial, o prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (PSDB), teve o processo partidário arquivado por unanimidade e será candidato pela legenda ao Paço em 2016, quando tentará a reeleição.

“O coordenador (regional do PSDB, Márcio Canuto) pediu arquivamento e eu pedi uma avaliação. A executiva julgou e, por unanimidade, o processo foi arquivado. Então, não existe mais nenhum risco e o Maranhão será candidato pelo PSDB à reeleição em 2016”, detalhou o deputado estadual Orlando Morando, integrante do PSDB paulista.

O chefe do Executivo de Rio Grande disse que o arquivamento faz com que ele trabalhe com mais tranquilidade. “Fico muito feliz com essa notícia e mais tranquilo. Agora é trabalhar para que os projetos se tornem realidade.”

Maranhão esteve próximo de deixar a sigla, principalmente quando números confirmaram que seu apoio a Dilma surtiu efeito na cidade: Rio Grande da Serra foi um dos poucos municípios a oferecer mais votos à petista no Grande ABC. A legenda chegou até a cogitar retorno do ex-prefeito Adler Kiko Teixeira para lançar campanha de oposição a Maranhão. Com a decisão do PSDB, Kiko abriu caminho para ser candidato em Ribeirão Pires e migrar para o PSB.

Embora tenha afastado risco de expulsão partidária, Maranhão segue na mira de petistas, principalmente o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT). O chefe do Executivo são-bernardense tenta convencer Maranhão a migrar para o PSD e, assim, oficializar apoio do PT à sua candidatura de reeleição. Se Maranhão permanecer no PSDB, Marinho fica sem argumento plausível para acordo com o atual prefeito, devendo, assim, sustentar um projeto próprio do PT na cidade – que seria encabeçado pelo ex-vereador Claudinho da Geladeira.

O tucano tem dito que não sairá do PSDB, mesmo com convite do ministro das Cidades e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;