Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Justiça italiana desmente processo contra 'O Código da Vinci'


Das Agências

18/06/2007 | 19:00


A Justiça de Civitavecchia, comuna da província de Roma, negou nesta segunda-feira que teria indiciado várias pessoas por causa da acusação contra o filme "O Código da Vinci" por suposto "conteúdo vulgar".

Segundo a agência Ansa, uma nota assinada pelo Procurador-chefe Consolato Labate afirma que "é absolutamente destituída de qualquer fundamento a notícia  de que numerosas pessoas teriam sido indiciadas pela Procuradoria Pública de Civitavecchia por causa do file 'O Código da Vinci'. Em particular, nem o diretor, nem qualquer outro, jamais teve posição de indiciado".

A nota é uma resposta à declaração de um advogado, que apresentou uma acusação contra o filme por "conteúdo altamente difamatório, vulgar e ofensivo", e anunciou a abertura de uma investigação pela Procuradoria de Civitavecchia.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Justiça italiana desmente processo contra 'O Código da Vinci'

Das Agências

18/06/2007 | 19:00


A Justiça de Civitavecchia, comuna da província de Roma, negou nesta segunda-feira que teria indiciado várias pessoas por causa da acusação contra o filme "O Código da Vinci" por suposto "conteúdo vulgar".

Segundo a agência Ansa, uma nota assinada pelo Procurador-chefe Consolato Labate afirma que "é absolutamente destituída de qualquer fundamento a notícia  de que numerosas pessoas teriam sido indiciadas pela Procuradoria Pública de Civitavecchia por causa do file 'O Código da Vinci'. Em particular, nem o diretor, nem qualquer outro, jamais teve posição de indiciado".

A nota é uma resposta à declaração de um advogado, que apresentou uma acusação contra o filme por "conteúdo altamente difamatório, vulgar e ofensivo", e anunciou a abertura de uma investigação pela Procuradoria de Civitavecchia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;