Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano anuncia criação de centro de obesidade

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Novidade foi divulgada após procedimento inédito de endoscopia bariátrica na cidade


Matheus Angioleto
Especial para o Diário

02/06/2017 | 07:00


O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), anunciou ontem a criação de Centro Municipal de Obesidade e Distúrbios Metabólicos. Trata-se de uma equipe multidisciplinar formada por endocrinologista, clínico geral, cardiologista, nutricionista, psicólogo e assistente social, a qual será reponsável por gerenciar as políticas públicas relacionadas à obesidade no A ideia é que este centro acompanhe os pacientes antes, durante e depois dos processos de colocação de balão intragástrico e da cirurgia de endoscopia bariátrica. A sede onde o grupo trabalhará deve ser escolhida na próxima semana entre três locais avaliados pela Prefeitura. A previsão é a de que o espaço esteja em funcionamento no início de julho.

O anúncio foi feito no recém-inaugurado Centro de Endoscopia Dr. Odair Manzini, no Hospital Infantil e Maternidade Márcia Braido. O equipamento realizou ontem o primeiro procedimento de endoscopia bariátrica, voltado a pacientes obesos – no Brasil foram realizados oito métodos deste tipo, todos sob responsabilidade da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC).

A Prefeitura de São Caetano prevê que sejam feitas, mensalmente, 22 cirurgias a partir de julho. A ideia é reavaliar a atual demanda de 190 pacientes para direcionar o público aos procedimentos adequados. Na rede privada, o custo médio para a realização da cirurgia bariátrica endoscópica varia de R$ 35 mil a R$ 40 mil, já o balão intragástrico custa R$ 10 mil. Na rede municipal de São Caetano o custo será zero. Os procedimentos são acompanhados e feitos pelo corpo técnico da disciplina de Cirurgia de Aparelho Digestivo da FMABC.

O encaminhamento de pacientes será feito por endocrinologistas da rede municipal. “A expectativa é não somente ter a fila andando, mas um núcleo especial, um espaço que vai suportar todas as especialidades que tratam do paciente obeso com a novidade da endoscopia bariátrica e a retomada das cirurgias”, reforçou Auricchio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano anuncia criação de centro de obesidade

Novidade foi divulgada após procedimento inédito de endoscopia bariátrica na cidade

Matheus Angioleto
Especial para o Diário

02/06/2017 | 07:00


O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), anunciou ontem a criação de Centro Municipal de Obesidade e Distúrbios Metabólicos. Trata-se de uma equipe multidisciplinar formada por endocrinologista, clínico geral, cardiologista, nutricionista, psicólogo e assistente social, a qual será reponsável por gerenciar as políticas públicas relacionadas à obesidade no A ideia é que este centro acompanhe os pacientes antes, durante e depois dos processos de colocação de balão intragástrico e da cirurgia de endoscopia bariátrica. A sede onde o grupo trabalhará deve ser escolhida na próxima semana entre três locais avaliados pela Prefeitura. A previsão é a de que o espaço esteja em funcionamento no início de julho.

O anúncio foi feito no recém-inaugurado Centro de Endoscopia Dr. Odair Manzini, no Hospital Infantil e Maternidade Márcia Braido. O equipamento realizou ontem o primeiro procedimento de endoscopia bariátrica, voltado a pacientes obesos – no Brasil foram realizados oito métodos deste tipo, todos sob responsabilidade da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC).

A Prefeitura de São Caetano prevê que sejam feitas, mensalmente, 22 cirurgias a partir de julho. A ideia é reavaliar a atual demanda de 190 pacientes para direcionar o público aos procedimentos adequados. Na rede privada, o custo médio para a realização da cirurgia bariátrica endoscópica varia de R$ 35 mil a R$ 40 mil, já o balão intragástrico custa R$ 10 mil. Na rede municipal de São Caetano o custo será zero. Os procedimentos são acompanhados e feitos pelo corpo técnico da disciplina de Cirurgia de Aparelho Digestivo da FMABC.

O encaminhamento de pacientes será feito por endocrinologistas da rede municipal. “A expectativa é não somente ter a fila andando, mas um núcleo especial, um espaço que vai suportar todas as especialidades que tratam do paciente obeso com a novidade da endoscopia bariátrica e a retomada das cirurgias”, reforçou Auricchio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;