Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santos dispensa torcida corintiana

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Na briga para encostar novamente no G-4,
Peixe não quer uma ajuda extra contra Galo


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

16/09/2015 | 07:00


O ditado diz que quanto mais ajuda possível para resolver um problema, melhor. No entanto, não é o que o Santos pensa para o duelo das 22h contra o Atlético-MG, na Vila Belmiro, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 37 pontos, o Peixe precisa da vitória sobre o Galo para voltar a sondar o G-4 – o Flamengo é o último time do grupo, com 41 – e, mesmo assim, dispensa qualquer torcida extra do maior interessado no confronto: o Corinthians.

Caso o Santos vença o vice-líder Atlético-MG, o caminho ficaria livre para o Timão abrir vantagem de até oito pontos na corrida pelo título nacional se fizer sua parte contra o Internacional, também às 22h.

“Estamos em um momento do Brasileiro em que temos de pensar apenas nos nossos objetivos. Acho que todos os corintianos vão torcer para o Santos, mas não contamos muito com a torcida deles. Não vai mudar muito”, afirmou o meia Lucas Lima, um dos destaques do Peixe na competição.

O jogador, que foi convocado recentemente por Dunga para a Seleção Brasileira, considera que a partida é uma final para as pretensões do Peixe no Brasileirão.

“É um jogo decisivo para nós. Precisamos entrar como em uma final. Temos de estar ligados. Temos de marcar forte para neutralizar o ataque deles e, naturalmente, nosso time vai criar oportunidades de gol para vencer”, destacou o camisa 20.

E é nele que se depositam as principais esperanças de assistências para Ricardo Oliveira, artilheiro da competição, com 16 gols. O camisa 9 formará trio ofensivo com o são-bernardense Gabriel e com Marquinhos Gabriel.

Porém, do outro lado, o poderio ofensivo também é vasto. Ao lado do Corinthians, o Galo tem o melhor ataque da competição, com 42 gols, sendo que o argentino Lucas Pratto é responsável por dez deles – a maioria de dentro da área tocando apenas uma vez na bola.

Por isso, o técnico Dorival Júnior enfatizou o trabalho defensivo da equipe no último treino antes do confronto. A principal demanda do treinador foi por tirar os espaços atleticanos no campo de ataque, dificultando a saída de bola.

Atlético-MG pede atenção com meia Lucas Lima

Apesar de o Santos ter o artilheiro do Campeonato Brasileiro, o jogador que mais assusta o Atlético-MG é o meia Lucas Lima. Ontem, o atacante Luan avisou que marcar o camisa 20 é fundamental se o Galo quiser levar três pontos na bagagem para Belo Horizonte.

“O jogador perigoso deles é o Lucas Lima, que dá dinâmica ao time, juntamente com o Ricardo Oliveira, que é muito agudo e sabe fazer gols. O time do Santos é perigoso. Não vai ser jogo mole. Vai ser um duelo em que, mais uma vez, a gente tem que se impor para buscar sequência de vitórias e colar no líder”, destacou o atleta.

“A gente sabe das dificuldades que vamos enfrentar na Vila Belmiro. Amanhã (hoje) o bicho vai pegar”, avisou o jogador atleticano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santos dispensa torcida corintiana

Na briga para encostar novamente no G-4,
Peixe não quer uma ajuda extra contra Galo

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

16/09/2015 | 07:00


O ditado diz que quanto mais ajuda possível para resolver um problema, melhor. No entanto, não é o que o Santos pensa para o duelo das 22h contra o Atlético-MG, na Vila Belmiro, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 37 pontos, o Peixe precisa da vitória sobre o Galo para voltar a sondar o G-4 – o Flamengo é o último time do grupo, com 41 – e, mesmo assim, dispensa qualquer torcida extra do maior interessado no confronto: o Corinthians.

Caso o Santos vença o vice-líder Atlético-MG, o caminho ficaria livre para o Timão abrir vantagem de até oito pontos na corrida pelo título nacional se fizer sua parte contra o Internacional, também às 22h.

“Estamos em um momento do Brasileiro em que temos de pensar apenas nos nossos objetivos. Acho que todos os corintianos vão torcer para o Santos, mas não contamos muito com a torcida deles. Não vai mudar muito”, afirmou o meia Lucas Lima, um dos destaques do Peixe na competição.

O jogador, que foi convocado recentemente por Dunga para a Seleção Brasileira, considera que a partida é uma final para as pretensões do Peixe no Brasileirão.

“É um jogo decisivo para nós. Precisamos entrar como em uma final. Temos de estar ligados. Temos de marcar forte para neutralizar o ataque deles e, naturalmente, nosso time vai criar oportunidades de gol para vencer”, destacou o camisa 20.

E é nele que se depositam as principais esperanças de assistências para Ricardo Oliveira, artilheiro da competição, com 16 gols. O camisa 9 formará trio ofensivo com o são-bernardense Gabriel e com Marquinhos Gabriel.

Porém, do outro lado, o poderio ofensivo também é vasto. Ao lado do Corinthians, o Galo tem o melhor ataque da competição, com 42 gols, sendo que o argentino Lucas Pratto é responsável por dez deles – a maioria de dentro da área tocando apenas uma vez na bola.

Por isso, o técnico Dorival Júnior enfatizou o trabalho defensivo da equipe no último treino antes do confronto. A principal demanda do treinador foi por tirar os espaços atleticanos no campo de ataque, dificultando a saída de bola.

Atlético-MG pede atenção com meia Lucas Lima

Apesar de o Santos ter o artilheiro do Campeonato Brasileiro, o jogador que mais assusta o Atlético-MG é o meia Lucas Lima. Ontem, o atacante Luan avisou que marcar o camisa 20 é fundamental se o Galo quiser levar três pontos na bagagem para Belo Horizonte.

“O jogador perigoso deles é o Lucas Lima, que dá dinâmica ao time, juntamente com o Ricardo Oliveira, que é muito agudo e sabe fazer gols. O time do Santos é perigoso. Não vai ser jogo mole. Vai ser um duelo em que, mais uma vez, a gente tem que se impor para buscar sequência de vitórias e colar no líder”, destacou o atleta.

“A gente sabe das dificuldades que vamos enfrentar na Vila Belmiro. Amanhã (hoje) o bicho vai pegar”, avisou o jogador atleticano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;