Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Engarrafadora da linha Dolly planeja expansão


William Glauber
Do Diário do Grande ABC

24/07/2005 | 08:13


A disputa travada há dois anos entre a multinacional Coca-Cola e a brasileira Dolly coloca no fogo cruzado a engarrafadora de refrigerantes Ragi, de Diadema, responsável pela fabricação dos produtos da Dolly. No mercado desde 1998, a empresa do Grande ABC abastece a Grande São Paulo – o maior mercado consumidor do país – e o litoral do Estado. Mesmo com a marca envolvida em processos administrativos e judiciais contra a maior fabricante de refrigerantes do mundo, a Ragi tem fôlego para traçar metas de expansão, e negocia aquisição de máquinas para atualização do parque industrial.

Segundo Júlio Mazzi, proprietário da engarrafadora – uma das cinco fábricas da Dolly na região Sudeste –, a marca lançará nova linha de produtos no segundo semestre do próximo ano, com o foco nas vendas no verão. "Vamos inovar no mercado de refrigerantes. Estamos crescendo e, aos poucos, conquistamos o nosso mercado."

Os novos produtos exigirão da Ragi investimentos de médio e longo prazo. Embora números e valores estratégicos não sejam divulgados por orientação de advogados da Dolly, Mazzi adianta que o processo de crescimento da empresa está em curso. "Já ocorrem mudanças, como pequena expansão e melhoria da qualidade da água. Esses são detalhes que facilitarão a instalação da nova linha."

O empresário conta também que atualmente negocia a compra de novos maquinários industriais para a fábrica de Diadema. "Estou conversando com fornecedores para fazer um pequeno up-grade neste momento e também mais para frente."

A criação de novos postos de trabalho está prevista com a expansão da produção. "Acredito que terei de aumentar o quadro. Conseguirei gerar empregos para o ano que vem, no segundo semestre. Pretendo abrir 200 novas vagas por conta do lançamento dos produtos", estima Júlio Mazzi. Até lá, espera consumir 100% da capacidade de produção da fábrica.

Para conquistar novos consumidores e garantir o sucesso dos planos de expansão, a Dolly tem investido em publicidade. "A empresa detentora da marca expõe o produto na mídia. Procuramos manter a marca presente para o consumidor ver que existe outra opção", explica o empresário. Mazzi, no entanto, não sabe mensurar quanto a Dolly gasta com a propaganda dos produtos.

Marketing – Embora o foco da Ragi seja regional, Mazzi afirma que a Dolly tem capacidade de expansão em todo o território. "O investimento em marketing também é para divulgar a empresa no país. A marca é forte, apresenta qualidade e não há motivos para não ser produto de nível nacional", destaca.

O empresário conta também que a decisão de crescimento cabe ao dono da marca, Laerte Codonho. Ele acrescenta que a conquista do mercado nacional demandaria novas fábricas ou franqueados. "Há rumores de expansão, mas não sei detalhes. Existe a idéia de conquistar o território, mas não sei como isso vai acontecer. Meu foco é aqui. Mesmo com expansão, fico no ABC", afirma Mazzi.

A Ragi está instalada em ponto estratégico de Diadema, na região da Imigrantes. A engarrafadora ocupa área de 55 mil metros quadrados no Jardim Inamar – 13 mil de área industrial instalada. A Ragi conta com mil funcionários e mantém, indiretamente, 5 mil postos de trabalho no Grande ABC.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;