Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

China promete novas medidas para sustentar economia atingida por coronavírus



11/05/2020 | 05:15


O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) vai lançar novas medidas para sustentar a economia doméstica, que foi gravemente atingida pelo surto do novo coronavírus, e manter sua política monetária flexível, de modo a afastar riscos.

O PBoC disse no domingo (10) que, até o fim do ano, dará maior ênfase à manutenção do crescimento econômico e dos empregos e, ao mesmo tempo, a esforços para eliminação da pobreza.

Em relatório de política monetária referente ao primeiro trimestre, o BC chinês afirmou que irá manter sua política flexível e a liquidez, em níveis razoáveis. Ao contrário do que fez no documento anterior, o PBoC não se mostrou contrário a inundar a economia com excesso de crédito.

O PBoC também descreveu como "inéditos" os desafios trazidos pela pandemia de coronavírus, num momento em que a economia global entrou em "trajetória recessiva", mas afirmou que a China é capaz de controlar os riscos.

O BC chinês reiterou ainda que seguirá adiante com sua reforma das taxas de juros, de maneira a reduzir os custos de financiamento para a economia real, principalmente pequenas empresas. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

China promete novas medidas para sustentar economia atingida por coronavírus


11/05/2020 | 05:15


O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) vai lançar novas medidas para sustentar a economia doméstica, que foi gravemente atingida pelo surto do novo coronavírus, e manter sua política monetária flexível, de modo a afastar riscos.

O PBoC disse no domingo (10) que, até o fim do ano, dará maior ênfase à manutenção do crescimento econômico e dos empregos e, ao mesmo tempo, a esforços para eliminação da pobreza.

Em relatório de política monetária referente ao primeiro trimestre, o BC chinês afirmou que irá manter sua política flexível e a liquidez, em níveis razoáveis. Ao contrário do que fez no documento anterior, o PBoC não se mostrou contrário a inundar a economia com excesso de crédito.

O PBoC também descreveu como "inéditos" os desafios trazidos pela pandemia de coronavírus, num momento em que a economia global entrou em "trajetória recessiva", mas afirmou que a China é capaz de controlar os riscos.

O BC chinês reiterou ainda que seguirá adiante com sua reforma das taxas de juros, de maneira a reduzir os custos de financiamento para a economia real, principalmente pequenas empresas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;