Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Macacos-prego que moram em parque do Piauí estão vivendo na Idade da Pedra

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

14/07/2019 | 07:07


A história mostra a evolução humana em compreender melhor o mundo ao seu redor e a encontrar melhores e mais avançadas maneiras de interagir com ele. Outros seres também conseguem participar desse desenvolvimento. Segundo grupo de pesquisadores, macacos-prego que vivem no Brasil demonstraram ações um tanto quanto complexas para eles e a análise dos cientistas diz que esses bicho se encontram inseridos em plena Idade da Pedra, vivido pelo homem na pré-história (algo em torno de 700 mil anos atrás).

Habitantes de área remota do Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, os macacos usam fragmentos arredondados de rocha conhecida como quartzo para ter ajuda para abrir elementos como sementes e frutos. O detalhe fica por conta de que certos itens um tanto quanto parecidos foram encontrados pelos estudiosos, que concluíram que eles foram deixados de lado na medida que ‘invenções’ mais úteis foram aparecendo. 

A conclusão é que, ao longo de 450 gerações dos bichos, eles desenvolveram objetos específicos para determinados tipos e tamanhos de alimentos. Não se sabe exatamente o que levou a essas mudanças de comportamento dos pequenos primatas. A descoberta é importante na medida em que é o primeiro exemplo de adaptação identificada em não humanos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Macacos-prego que moram em parque do Piauí estão vivendo na Idade da Pedra

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

14/07/2019 | 07:07


A história mostra a evolução humana em compreender melhor o mundo ao seu redor e a encontrar melhores e mais avançadas maneiras de interagir com ele. Outros seres também conseguem participar desse desenvolvimento. Segundo grupo de pesquisadores, macacos-prego que vivem no Brasil demonstraram ações um tanto quanto complexas para eles e a análise dos cientistas diz que esses bicho se encontram inseridos em plena Idade da Pedra, vivido pelo homem na pré-história (algo em torno de 700 mil anos atrás).

Habitantes de área remota do Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, os macacos usam fragmentos arredondados de rocha conhecida como quartzo para ter ajuda para abrir elementos como sementes e frutos. O detalhe fica por conta de que certos itens um tanto quanto parecidos foram encontrados pelos estudiosos, que concluíram que eles foram deixados de lado na medida que ‘invenções’ mais úteis foram aparecendo. 

A conclusão é que, ao longo de 450 gerações dos bichos, eles desenvolveram objetos específicos para determinados tipos e tamanhos de alimentos. Não se sabe exatamente o que levou a essas mudanças de comportamento dos pequenos primatas. A descoberta é importante na medida em que é o primeiro exemplo de adaptação identificada em não humanos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;