Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Quem manda sou eu!

A situação dos Manente não está tranquila junto à administração de São Bernardo


Do Diário do Grande ABC

07/04/2009 | 00:00


A situação dos Manente não está tranquila junto à administração de São Bernardo. Embora tenham mudado de lado no transcorrer do segundo turno, inclusive tendo dividido os palanques eleitorais com Luiz Marinho, a convivência entres os dois lados já não é tão pacífica assim. Otávio e seu filho Alex indicaram Edmar Luz de Almeida para a Pasta de Comunicação. Dias atrás, o secretário teria dito que na Comunicação manda ele. Recado mais direto impossível: apesar de afilhado dos Manente, Edmar não obedece mais à cartilha dos dois políticos que o colocaram no Paço.

Aliás, está cada vez mais evidente o racha do governo com a família Manente. Semana passada, Otávio anunciou a criação de um terceiro grupo na Câmara, juntamente com o DEM. Se é porque o presidente da Câmara andou tropeçando na condução da Casa, no afã de proteger a administração municipal e, com isso, facilitou o sucesso da mobilização da oposição, ou porque o governo Marinho tem caminhado muito lentamente, o certo é que os aliados da virada do ano já não estão tão convencidos assim com o êxito da gestão do petista.

Bastidores

Olhar fulminante
Quem viu, não entendeu nada. Segunda-feira, ao término da reunião de prefeitos no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, o presidente da entidade, José Auricchio Júnior (PTB-São Caetano), se preparava para a coletiva e convidou seu vice, Mário Reali (PT-Diadema) para participar da sabatina dos jornalistas. O petista já se posicionava quando olhou para Luiz Marinho (PT-São Bernardo) e, inexplicavelmente, se retirou do recinto. Na troca de olhares, a impressão que ficou foi que o prefeito de São Bernardo não autorizou a presença de Reali. Será que o prefeito de Diadema precisa desse tipo de autorização? A indagação aguarda resposta.

Devolve o que é meu!
Determinado vereador de São Caetano está tendo pesadelos por conta de uma ex-secretária que, sentindo-se ludibriada após anos de tentativa de acordo, procurou a polícia, que abriu inquérito para investigar o pagamento de ‘pedágio' salarial. Segundo a denunciante, o parlamentar exigia a devolução de parte do salário, sob a alegação de ‘auxílio financeiro' ao partido. Ela quer o que lhe é de direito, com juros e correção monetária.

Migração
O PP de Santo André está prestes a receber de volta um desgarrado, que havia migrado para o PPS no ano retrasado, mas não encontrou espaço político. Como malufista, ele negocia seu regresso no partido de onde, segundo diz, nunca deveria ter saído.

Ruptura
O presidente do PSB de Mauá, Carlos Wilson Tomaz, não esconde mais o racha dentro do diretório e nem a predileção pela postura governista. A oposição declarada do vereador Alberto Betão Pereira Justino, em detrimento da postura orientada pela sigla, fez com que o parlamentar tivesse o nome limado de uma possível prévia para concorrer a deputado estadual em 2010. Tomaz também não esconde que já tem preferido para a vaga: o veredor Ozelito José Benedito. E ainda tem ex-candidato que acredita que o partido é oposição, vai entender...

Cara feia
A executiva estadual do PV convocou segunda-feira uma reunião para discutir as diretrizes de 2010. Segundo alguns filiados, a ideia do partido é conceder o tempo na televisão apenas para as lideranças estaduais, caso da presidente estadual e a vereadora de Diadema Regina Gonçalves, que ainda não decidiu se será candidata a Assembleia estadual ou federal. O certo mesmo, é que muita gente fez cara feia com a notícia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;